Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Eurogrupo chega a acordo e aprova pacote de 500 mil milhões de euros para responder à pandemia de coronavírus

"A reunião terminou com os ministros a aplaudir", anunciou o porta-voz de Centeno.
Lusa 9 de Abril de 2020 às 21:19
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Os ministros das Finanças europeus chegaram hoje a acordo sobre um "pacote de dimensões sem precedentes" para fazer face à crise provocada pela pandemia da covid-19, anunciaram vários participantes na videoconferência conduzida desde Lisboa por Mário Centeno.

"A reunião terminou com os ministros a aplaudir", anunciou o porta-voz de Centeno na rede social Twitter, enquanto o ministro francês, Bruno Le Maire, dá conta de "um excelente acordo" que garante "500 mil milhões de euros disponíveis imediatamente" e prevê "um fundo de relançamento" no futuro.

Também o comissário europeu da Economia, o italiano Paolo Gentiloini, anunciou um acordo em torno de "um pacote de dimensões sem precedentes".

O ministro das Finanças holandês, que era o grande 'obstáculo' a um compromisso, também já recorreu à sua conta na rede oficial Twitter para anunciar o que classifica como "um bom desfecho".

"Colocámos sobre a mesa um pacote abrangente que ajudará os países a financiar os custos médicos, que ajudará as empresas e os trabalhadores. Sob as condições certas, também ajudará a construir as nossas economias nacionais a longo prazo", escreveu.

Wopke Hoekstra revelou que a solução para ajudar as finanças dos Estados passa mesmo por linhas de crédito do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE), "sem condições para despesas médicas", mas "com condições" para apoio económico.

Por seu lado, e no extremo oposto das posições defendidas à partida para estas discussões no Eurogrupo, o ministro italiano também se manifestou satisfeito com o compromisso alcançado, que terá de ser confirmado pelos chefes de Estado e de Governo dos 27 em sede de Conselho Europeu.

"Vamos apresentar uma proposta ambiciosa ao Conselho Europeu. Vamos lutar para que se concretize", escreveu Roberto Gualtieri.

Esta reunião do Eurogrupo, que era considerada decisiva, teve início na terça-feira à tarde e foi suspensa ao início da manhã de quarta-feira, após 16 horas de discussões. Deveria ter sido retomada hoje às 16:00 de Lisboa, mas começou às 20:30, depois de horas de contactos à margem que permitiram 'desbravar' caminho para um entendimento, que Centeno anunciava ser fundamental.

O pacote financeiro de emergência de grande envergadura acordado ascende a 500 mil milhões de euros -- entre programas para trabalhadores, empresas e Estados -, bem como um "compromisso claro" relativamente a um plano de recuperação (posterior) de grande envergadura.

Eurogrupo economia negócios e finanças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)