Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

FBI ajuda a caçar fortunas angolanas

EUA vão ajudar a recuperar ativos saídos ilegalmente do país.
Diana Ramos 19 de Março de 2019 às 02:56
Presidente João Lourenço esteve reunido com John Sullivan em Luanda
Os presidente de Angola e Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa e João Lourenço, em Luanda
Marcelo Rebelo de Sousa, João Lourenço
Presidente João Lourenço esteve reunido com John Sullivan em Luanda
Os presidente de Angola e Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa e João Lourenço, em Luanda
Marcelo Rebelo de Sousa, João Lourenço
Presidente João Lourenço esteve reunido com John Sullivan em Luanda
Os presidente de Angola e Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa e João Lourenço, em Luanda
Marcelo Rebelo de Sousa, João Lourenço
O governo dos EUA vai ajudar o Estado angolano a recuperar os ativos e bens retirados ilegalmente do país. Numa visita a Luanda, o secretário de Estado Adjunto norte- -americano, John Sullivan, admitiu colocar o Departamento de Justiça e o FBI ao serviço do governo de João Lourenço para localizar e recuperar as grandes fortunas.

"Temos pessoal treinado, investigadores e promotores que podem ajudar o governo angolano na recuperação destes ativos e devolvê-los aos reais donos, o povo angolano", afirmou John Sullivan em Luanda, citado pelo ‘Jornal de Angola’.
Sullivan frisou também que "a luta do Presidente João Lourenço contra a corrupção é importante para restabelecer a confiança dos investidores na economia".

Já o ministro da Justiça e dos Direitos Humanos de Angola, Francisco Queiroz, disse aos jornalistas que o governo vai revelar nos próximos dias os investimentos privados, feitos com recurso a fundos públicos e que terão lesado o Estado angolano em 4,7 mil milhões de dólares (4,1 mil milhões de euros). "Vamos aguardar que as coisas evoluam. Depois, a sociedade há de saber o que fazer", destacou.

PORMENORES
"Nervos de aço"
À RTP, João Lourenço já tinha dito que "serão precisos nervos de aço" para levar "o combate [à corrupção] até ao fim". E que "os corruptos que foram descobertos não terão impunidade".

Diplomacia intensa
Marcelo Rebelo de Sousa esteve em Angola. Seguem-se-lhe o Rei Mohamed VI, de Marrocos; Paul Kagame, do Ruanda; e Viktor Orbán, da Hungria.

Investimentos de Isabel dos Santos parados

u A maior parte dos investimentos de Isabel dos Santos, empresária angolana e filha do ex-presidente José Eduardo dos Santos, na capital, Luanda, estão parados. São visíveis a olho nu obras inacabadas e sem trabalhadores.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)