Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

"Elegeram uma mulher que gagueja, negra que foi útil para a subvenção", grita Joacine

Deputada do Livre afirma que esteve "obcecada" com o seu trabalho na Assembleia.
Correio da Manhã 18 de Janeiro de 2020 às 12:50
A carregar o vídeo ...
O momento em que Joacine Katar Moreira se exalta e grita: "É mentira! Isto é uma perseguição absoluta"
Joacine Katar Moreira afirmou este sábado no Congresso do Livre que todas as afirmações sobre não ter ouvido as pessoas, não ter sido leal ao partido ou desrespeitar o que foi decidido são mentira. 

"Isto é inadmissível, isto é mentira, tenham vergonha, mentira absoluta!", disse de forma exaltada a deputada, batendo no púlpito onde subiu para reagir às considerações contidas na resolução da 42.ª Assembleia do partido.

Visivelmente exaltada Joacine pergunta: "Como é que ousam afirmar que eu não ouvi as pessoas? Que eu não fui leal ao partido? Que eu desrespeitei o que foi decidido? Isto é uma perseguição absoluta". 

Numa declaração com aproximadamente 10 minutos, Joacine lembrou que apresentou ao congresso documentação com o trabalho elaborado ao longo de dois meses de mandato, apelando à sua consulta e repetindo que o relatório feito pela assembleia do partido está cheio de "inverdades".

A parlamentar afirmou que "há palavras que valem mais do que outras" e acrescentou que são os membros do partido que irão votar e decidir quanto à retirada da confiança política.

"Isto é uma perseguição absoluta. Decidam! Isto é inadmissível. Eu não fiz nada de errado ainda - ainda porque sou humana", salientou, acrescentando que considera esta situação "ilegal". "Vocês não sabem da missa a metade, fazem uma análise olhando para o mediatismo e com ódio para me tentarem afastar", afirmou.

Joacine afirmou que esteve "obcecada" pelo seu trabalho na Assembleia da República e referiu que lhe foram feitas várias sugestões por parte de membros do partido. 

"Elegeram uma mulher que gagueja, uma mulher negra que foi útil para a subvenção", gritou.

A deputada reiterou que não irá renunciar ao seu mandato "para que as pessoas não se sintam defraudadas" e para "não deixar órfãos" aqueles que a elegeram em outubro.

Joacine Katar Moreira política governo (sistema) executivo (governo)
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)