Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

Marcelo Rebelo de Sousa recorda Fernandes Thomaz como um "homem de causas"

Nuno Fernandes Thomaz foi primeiro vice-presidente do CDS-PP na década de 1990. Morreu vítima da Covid-19.
Lusa 8 de Março de 2021 às 21:52
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa FOTO: Lusa
O chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou hoje a morte do antigo vice-presidente do CDS-PP Nuno Fernandes Thomaz, recordando-o como um "homem de causas", com "brilhante carreira na gestão privadaa".

Nuno Fernandes Thomaz, que foi primeiro vice-presidente do CDS-PP na década de 1990, durante a liderança de Manuel Monteiro, morreu hoje, em Lisboa, aos 77 anos.

Numa nota publicada no sítio oficial da Presidência da República na Internet, Marcelo Rebelo de Sousa manifesta tristeza pela morte de Nuno Fernandes Thomaz e apresenta condolência à sua família e amigos.

"Nascido em 1945, Nuno Fernandes Thomaz formou-se em direito pela Universidade de Lisboa, tendo percorrido ao longo da vida uma brilhante carreira na gestão privada, em Portugal e no Brasil, destacando-se nos sectores financeiro, agroalimentar, saúde e comunicações", lê-se na nota.

Nesta mensagem de pesar, o Presidente da República recorda Nuno Fernandes Thomaz como um "homem de causas".

"Destacou-se na política nacional na década de 1990, tendo sido vice-presidente do CDS. Nos últimos anos, abraçou a presidência do Conselho da Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa e da Fundação Alfredo de Sousa, a ela ligada", acrescenta.

Nuno Fernandes Thomaz presidiu ao conselho de administração da Fundação Alfredo de Sousa no mandato 2018/2020, entidade ligada à Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa e foi também presidente do conselho daquela faculdade.

Integrou a administração dos CTT e foi também administrador da Nutrinveste, além de vice-presidente da associação Fórum para a Competitividade.

Ver comentários