Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

Morreu Sérgio Vilarigues

O antigo dirigente do Partido Comunista Português (PCP) Sérgio de Matos Vilarigues morreu esta quinta-feira aos 92 anos, anunciou o secretariado do Comité Central do partido.
8 de Fevereiro de 2007 às 16:08
O dirigente comunista aderiu à Federação das Juventudes Comunistas Portuguesas em 1932 e ao PCP em 1935. Membro do Secretariado do Comité Central do PCP desde 1947, foi desde o V Congresso sucessivamente reeleito pata o Comité, para a Comissão Política e o Secretariado, tendo deixado de pertencer a estes organismos executivos em 1988, passando a integrar a Comissão Central de Controlo e Quadros.
Vilarigues foi ainda responsável pelas relações internacionais do PCP tendo desempenhado tarefas de grande importância e significado histórico como a sua presença na proclamação da independência de Angola a 11 de Novembro de 1975.
Preso em 1934, Sérgio Vilarigues passou pelas prisões de Peniche e Angra do Heroísmo antes de ser transferido em 1936 para o Campo de Concentração de Tarrafal, com apenas 17 anos, de onde saiu em 1940.
O antigo dirigente comunista passou à clandestinidade em 1942, onde se manteve ininterruptamente até Abril de 1974, sendo hoje em dia conhecido como o recordista da clandestinidade.
Em comunicado, o secretariado do Comité Central do PCP classifica Sérgio Vilarigues como “um dos mais destacados exemplos de resistência ao fascismo, da luta pela liberdade e transformações revolucionárias de Abril. Sérgio Vilarigues era um exemplo de relacionamento fraterno e profundamente humano”.
O corpo do antigo dirigente comunista estará em câmara ardente na Igreja de S. João de Assis a partir das 11h00 de sábado, sendo depois o funeral às 18h00 para cemitério do Alto de São João, em Lisboa.
Ver comentários