Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

“Não deixo cair os amigos”. PSD e Rio dizem que afirmação polémica é mentira

Frase atribuída ao presidente do PSD seria sobre o caso Silvano.
Janete Frazão 15 de Novembro de 2018 às 08:53
Rui Rio
presidente do PSD, Governo, Rui Rio
Rui Rio
Rui Rio, presidente do PSD
Rui Rio
presidente do PSD, Governo, Rui Rio
Rui Rio
Rui Rio, presidente do PSD
Rui Rio
presidente do PSD, Governo, Rui Rio
Rui Rio
Rui Rio, presidente do PSD
"Não deixo cair os amigos." A frase atribuída a Rui Rio no âmbito da polémica das falsas presenças de José Silvano no plenário está no centro da polémica.

Segundo vários relatos, na terça-feira à noite, perante militantes de Viseu, o presidente do PSD foi questionado sobre como compatibilizava este caso com o "banho de ética" que prometeu quando se candidatou à liderança.

Rio desvalorizou a questão e terá acrescentado: "Não deixo cair os amigos".

Após as primeiras notícias sobre esta posição, o PSD emitiu um comunicado a negar "perentoriamente" que Rio tenha proferido essa frase.

Já esta quarta-feira, o próprio presidente social-democrata retomou o caso: "Eu não deixo cair os amigos na minha vida privada. Na vida pública, infelizmente, em muitas situações, temos de deixar cair", começou por dizer.

"Eu disse que é uma canalhice quando alguém na sua vida se aproveita daquilo que é a fragilidade dos outros para se alcandorar a si próprio. Não é bonito", acrescentou sobre o seu discurso em Viseu.

O CM sabe, entretanto, que as falsas presenças (a 18 e 24 de outubro) de Silvano já foram alteradas nos serviços da AR como sendo faltas efetivas.

O deputado está a duas faltas de perder o mandato – o limite é quatro.

PORMENORES
Posição de Silvano
Questionado sobre se admite que este caso deixou o deputado José Silvano fragilizado, Rui Rio reagiu: "Já me perguntaram uma, duas, três, quatro, cinco, seis vezes. Já dei essa resposta, nem gostaram quando brinquei em alemão."

Caso "lamentável"
A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, garantiu ontem que nunca partilhou a senha pessoal de acesso aos computadores no plenário da Assembleia da República e considerou "lamentável e dispensável" tudo o que ponha em causa a credibilidade das instituições.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)