Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

Ninguém tem legitimidade para questionar posição de Portugal sobre valores da União Europeia, diz Costa

Primeiro-ministro fez declaração quando confrontado com uma alegada oposição a um mecanismo sobre o Estado de direito.
Lusa 1 de Dezembro de 2020 às 19:05
Ninguém tem legitimidade para questionar posição de Portugal sobre valores da União Europeia, diz Costa
Ninguém tem legitimidade para questionar posição de Portugal sobre valores da União Europeia, diz Costa
O primeiro-ministro, António Costa, disse esta terça-feira, em Bruxelas, que "ninguém tem legitimidade" para questionar o compromisso "inequívoco" de Portugal com os valores da União Europeia, quando confrontado com uma alegada oposição a um mecanismo sobre o Estado de direito.

Falando numa conferência de imprensa conjunta com o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, depois de uma reunião consagrada à presidência semestral portuguesa do Conselho da UE, que arranca dentro de um mês, Costa reiterou que, para Portugal, "os valores da UE não são só condição de acesso aos fundos, são muito mais do que isso", e defendeu que a questão do mecanismo de condicionalidade no acesso aos fundos ao respeito pelo Estado de direito nem deve ser reaberto, pois já foi acordado.

A seu lado, Charles Michel também foi taxativo, ao afirmar que "não há sombra de dúvida sobre o compromisso de Portugal e do primeiro-ministro com os valores" da UE.

"Posso dizer-vos que, à volta da mesa do Conselho Europeu, conhecemos todos a sinceridade e a força do compromisso de António Costa, que sistematicamente participa de maneira ativa sobre todos os temas, incluindo os difíceis", apontou.


Ver comentários