Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

Parlamento português lamenta mortes na explosão num hotel em Havana

PCP apresentou voto de pesar pelas "43 vítimas mortais, para além de cerca de uma centena de feridos".
Lusa 27 de Maio de 2022 às 14:13
Parlamento
Parlamento FOTO: Lusa
O parlamento português aprovou esta sexta-feira, por unanimidade, um voto de pesar apresentado pelo PCP pelas mortes na explosão no hotel Saratoga, em Havana, manifestando solidariedade à Assembleia Nacional de Cuba e aos cubanos.

"No passado dia 06 de maio, um acidente ocorrido com o abastecimento de gás provocou uma violenta explosão no Hotel Saratoga, uma das unidades hoteleiras mais carismáticas do centro histórico de Havana, situado nas proximidades do Capitólio, sede da Assembleia Nacional de Cuba", pode ler-se no projeto de voto que foi esta sexta-feira aprovado por unanimidade no plenário do parlamento.

De acordo o texto dos comunistas, "esta explosão provocou até ao momento 43 vítimas mortais, para além de cerca de uma centena de feridos", sendo a maioria das vítimas trabalhadores do hotel.

"Para além deste balanço trágico em perdas humanas, a explosão causou enormes prejuízos patrimoniais, não apenas no edifício sinistrado, mas envolvendo outras edifícios históricos da cidade de Havana", lamenta ainda.

O parlamento português, "em nome dos laços de amizade e cooperação que unem os parlamentos e povos de Portugal e de Cuba, manifesta sua solidariedade à Assembleia Nacional de Cuba e, por seu intermédio, ao povo e às demais autoridades de Cuba, e expressa o seu pesar pela perda de vidas humanas provocadas por este trágico acidente".

De acordo com as autoridades cubanas, entre as vítimas mortais, com idades entre os 10 e os 77 anos, estavam quatro menores e uma mulher grávida, sendo todos cubanos à exceção de uma mulher espanhola, de 29 anos.

O governo cubano reiterou em diversas ocasiões que se tratou de uma fuga de gás e uma comissão está a investigar o incidente.

No momento da explosão, um camião-cisterna de gás liquefeito estava estacionado em frente ao hotel e a recarregar um depósito do estabelecimento, havendo a hipótese de que a mangueira possa ter rompido.

O autarca de Havana Velha, Alexis Acosta, revelou que após o final das operações de busca terá início a recuperação dos edifícios vizinhos.

Pelo menos 17 prédios, além do hotel, sofreram vários danos devido à explosão.

O Saratoga foi construído em 1880 e desde 1911 funcionava como hotel.

A sua última restauração aconteceu em 2005, quando o edifício foi amplamente remodelado, adquirindo a categoria de cinco estrelas e classificado entre os mais luxuosos da capital cubana.

Havana PCP Hotel Saratoga Cuba parlamento política voto de pesar
Ver comentários
}