Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

PCP mantém festa do Avante e Jerónimo de Sousa garante que não é por dinheiro

Jerónimo de Sousa garantiu que não é por dinheiro que os comunistas estão empenhados em realizá-la em setembro.
Lusa 28 de Maio de 2020 às 15:08
Jerónimo de Sousa
Jerónimo de Sousa FOTO: Manuel de Almeida
O secretário-geral do PCP admitiu esta quinta-feira que "não seria um drama", devido à pandemia de covid-19, cancelar a festa do Avante, e garantiu que não é por dinheiro que os comunistas estão empenhados em realizá-la em setembro.

"Drama não seria" se não se realizasse a festa, afirmou Jerónimo de Sousa, questionado pelos jornalistas, no final de uma reunião com epidemiologistas, em Lisboa, pedindo, com um sorriso, calma às "almas mais inquietas".

"Descansem as almas mais inquietas que isso não seria determinante para as nossas opções", numa referência a um eventual dano financeiro nas contas dos comunistas se não se realizasse a festa anual no Seixal, distrito de Setúbal.

De resto, o líder dos comunistas repetiu que o PCP mantém os planos de fazer esta festa partidária, de 04 a 06 de setembro, se houver condições para tal devido ao surto epidémico.

"Estamos muito empenhados na realização daquele grande acto político, cultural, de festa, de música, arte, que demonstra que não é um festival. Não estaremos distraídos em relação à evolução que se verificará [quanto ao surto] nestes três meses e meio. Se as condições o permitirem naturalmente realizaremos a festa", justificou ainda.

Se for possível avançar com a festa, os comunistas têm prometido que vão seguir as regras de segurança e sanitárias que eventual venham a ser definidas pelas autoridades de saúde.

A realização da festa do Avante está envolta em polémica depois de todos os partidos terem cancelado acontecimentos que juntem muitas pessoas e de o Governo ter proibido os festivais de verão até setembro.

O próprio Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, comentou indiretamente o assunto, ao afirmar que as regras a definir pelas autoridades sanitárias para festas partidárias ou populares têm de "valer para todos", por que o novo coronavírus não muda consoante a natureza das iniciativas.

Em 09 de maio, a ministra da Saúde, Marta Temido, disse que a Direção-Geral da Saúde (DGS) definirá "oportunamente" regras para a Festa do Avante, frisando que isso depende da evolução da covid-19, que "ainda é uma incerteza".

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
PCP Avante política parlamento ajuda externa coronavirus covid19
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)