Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Pessoas envolvidas no ato eleitoral vão ter dose de reforço da vacina contra a Covid-19

Carlos Moedas lamenta que a tutela ainda não tenha dado as orientações necessárias à autarquia.
Lusa 13 de Janeiro de 2022 às 14:33
Eleições
Eleições FOTO: Getty Images
O Governo vai assegurar uma dose de reforço da vacina contra a covid-19 às pessoas envolvidas nas eleições eleiçõe legislativas, revelou esta quinta-feira o presidente da Câmara de Lisboa, que aguarda orientações da tutela para facilitar a participação no ato eleitoral.

"Aquilo que eu fiz como apelo ao Governo foi para que as pessoas que são funcionárias da câmara ou das juntas, e que vão estar envolvidas nas eleições legislativas, tivessem a capacidade de receber a 3.ª dose [da vacina contra a covid-19]. Entretanto, já me foi confirmado que esse apelo vai ser concretizado. Vai acontecer e fico muito contente", afirmou Carlos Moedas, em declarações aos jornalistas à saída da cerimónia de inauguração do BioLab, instalado no Mercado do Forno do Tijolo.

No entanto, apesar de já ter recebido uma resposta positiva em relação ao apelo que tinha feito junto do Ministério da Administração Interna, Carlos Moedas lamentou que a tutela ainda não tenha dado as orientações necessárias à autarquia para que seja assegurada a participação dos cidadãos nas eleições legislativas antecipadas, agendadas para dia 30.

"Para que corra bem o processo, as ideias vêm do Governo central e o município executa e aplica. É isso que temos estado a fazer e vamos continuar a fazer, mas precisamos dessas orientações. Deixo aqui o apelo ao Governo para que essas orientações cheguem depressa", apontou.

Ver comentários