Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

PS questiona Governo sobre obra de requalificação da estação de Algueirão-Mem Martins

"Está completamente desadequada para as necessidades de hoje, para o número de utentes que serve", refere o ministro das Infraestruturas e da Habitação.
Lusa 20 de Maio de 2022 às 17:04
Mem Martins estação
Mem Martins estação FOTO: Mariline Alves
Deputados do PS questionaram o ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, sobre a execução do contrato para a obra de requalificação da estação de Algueirão-Mem Martins, indicando que o prazo de execução já terminou.

Através da Assembleia da República, 13 deputados do PS -- todos eleitos pelo círculo de Lisboa -- pediram esclarecimentos, na quinta-feira, ao Governo "sobre a fase em que se encontra a execução do contrato da empreitada da Linha de Sintra para a beneficiação geral da Estação de Algueirão-Mem Martins".

Na pergunta, os parlamentares frisam que o concurso para a obra foi lançado em novembro de 2020, tendo um "prazo de execução de 274 dias" que já terminou, e pretendem saber "quando é previsível que seja lançado pela empresa Infraestruturas de Portugal, S.A. o concurso para realização das obras necessárias naquela estação".

Em declarações à agência Lusa, o deputado Paulo Marques -- o primeiro subscritor da pergunta -- lembrou que a linha de Sintra "transporta mais de 60 milhões de pessoas por ano", tendo o comboio um "papel absolutamente relevante" naquele concelho porque é "o único transporte de massas".

Salientando que, ao longo dos anos, tem havido "um conjunto de intervenções tanto nas estações, como na quadruplicação parcial da linha" de Sintra, Paulo Marques ressalva que a estação de Algueirão Mem-Martins "acabou por ficar para o fim", sendo "uma estação quase do século passado", apesar de existirem "pedidos de obras naquela estação para aí quase há 20 anos".

"Está completamente desadequada para as necessidades de hoje, para o número de utentes que serve, não tem zonas onde as pessoas possam estar à espera do comboio sem estarem a apanhar chuva ou sol, e os próprios acessos: tem um túnel inferior que já teve comércio e lojas abertas, e que hoje é uma zona muito danificada, cheia de 'grafitis'", refere.

O parlamentar refere que a culpa para o atraso na obra "não é deste Governo, nem do anterior", mas sublinha que, após não ter obtido nenhuma resposta de Pedro Nuno Santos sobre a matéria durante a sua audição no âmbito do debate na especialidade da proposta de Orçamento do Estado para 2022, resolveu "formular um pedido por escrito de informação".

Paulo Marques afirmou esperar "que haja vontade" da parte do Governo para fazer a obra na estação de Algueirão Mem-Martins, mas rejeitou a existência de qualquer crítica implícita a Pedro Nuno Santos.

"Nós queremos é a obra a acontecer", frisou.

Além de Paulo Marques, são também signatários da pergunta os deputados socialistas Sérgio Sousa Pinto, Marcos Perestrello, Hugo Costa, Pedro Cegonho, Pedro Delgado Alves, João Nicolau, Susana Amador, Alexandra Tavares de Moura, Rita Borges Madeira, Vera Braz, Ricardo Lima e Miguel Matos.

Sintra PS Algueirão-Mem Martins Governo Pedro Nuno Santos Paulo Marques Algueirão Mem-Martins
Ver comentários
}