Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

Recondução de Correia de Campos chumbada

Líder do Conselho Económico e Social sem votação de dois terços falha reeleição.
João Maltez 21 de Dezembro de 2019 às 09:51
O antigo ministro socialista Correia de Campos
Correia de Campos
O presidente do Conselho Económico e Social (CES), Correia de Campos
O antigo ministro socialista Correia de Campos
Correia de Campos
O presidente do Conselho Económico e Social (CES), Correia de Campos
O antigo ministro socialista Correia de Campos
Correia de Campos
O presidente do Conselho Económico e Social (CES), Correia de Campos
O Parlamento chumbou esta sexta-feira a recondução de António Correia de Campos como presidente do Conselho Económico e Social, assim como a lista conjunta apresentada pelo PS e pelo PSD para o Conselho Superior da Magistratura, por não ter sido alcançada a maioria de dois terços dos votantes constitucionalmente exigida.

Já em 2016, Correia de Campos apenas conseguiu ser eleito à segunda tentativa.

Para o Conselho Superior da Magistratura ficaram por eleger Vítor Faria, José Pinto Ribeiro, António Barradas Leitão, Licínio Martins, António Cura, Inês Ferreira Leite e André Miranda.

A indicação de Pinto Ribeiro, pelo PS, suscitou alguma polémica, pois o jurista já tinha função semelhante no Conselho Superior do Ministério Público, onde, devido a sucessivas faltas, foi alvo de queixa do próprio organismo junto do presidente do Parlamento.

Para o Conselho Superior do Ministério Público, que só exigia maioria simples, foram eleitos Manuel Magalhães e Silva, Rui Silva Leal, José Manuel Mesquita, António Almeida e Costa e Brigite Gonçalves. A indicação de Rui Silva Leal pelo PSD causou polémica interna, por se tratar do marido da deputada e porta-voz para a área da Justiça, Mónica Quintela.

PORMENORES
Eleitos vogais da CNE
Mark Kirkby (PSD), Cristina Penedos (PS), Carla Luís (BE), João Almeida (PCP), João Tiago Machado (CDS-PP), Sandra do Carmo (PAN) e Álvaro Saraiva (PEV) foram os nomes propostos pelo Parlamento e eleitos para vogais da Comissão Nacional de Eleições (CNE).

Nomes para insistir
Tal como em 2016, o nome de Correia de Campos deverá ser proposto de novo pelo PS para o Conselho Económico e Social. Do mesmo modo, PS e PSD deverão insistir na lista conjunta para o Conselho Superior da Magistratura.
Ver comentários