Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Rui Rio recusa falar sobre Negrão porque não comenta "questões internas" do PSD

Em causa o voto no Parlamento a votar a favor do projeto do CDS-PP sobre combustíveis, tomada "à revelia" da direção do partido.
22 de Junho de 2018 às 19:15
Fernando Negrão com Rui Rio
Rui Rio com Fernando Negrão na reunião com a bancada do PSD
Rui Rio com Fernando Negrão na reunião com a bancada do PSD
Fernando Negrão assume liderança de uma bancada parlamentar em convulsão por causa do presidente do PSD, Rui Rio
Fernando Negrão com Rui Rio
Rui Rio com Fernando Negrão na reunião com a bancada do PSD
Rui Rio com Fernando Negrão na reunião com a bancada do PSD
Fernando Negrão assume liderança de uma bancada parlamentar em convulsão por causa do presidente do PSD, Rui Rio
Fernando Negrão com Rui Rio
Rui Rio com Fernando Negrão na reunião com a bancada do PSD
Rui Rio com Fernando Negrão na reunião com a bancada do PSD
Fernando Negrão assume liderança de uma bancada parlamentar em convulsão por causa do presidente do PSD, Rui Rio
O presidente do PSD salientou esta sexta-feira que não fala sobre "questões internas" do partido "em circunstância nenhuma", quando questionado sobre se houve falta de concertação entre a bancada e a direção na aprovação do projeto do CDS-PP sobre combustíveis.

"Não lhe vou falar sobre nenhuma questão interna do PSD, em circunstância nenhuma. Não vou falar sobre questões internas do partido em público, não vou", vincou Rui Rio, durante uma conferência de imprensa, no Porto, dedicada à reforma da zona euro, tema principal da ordem de trabalhos do Conselho Europeu da próxima semana.

A decisão do grupo parlamentar do PSD de votar a favor do projeto do CDS-PP sobre combustíveis foi tomada "à revelia" de Rui Rio, uma atitude considerada "gravíssima", segundo disse à Lusa fonte da direção do partido.

Na quinta-feira, a bancada do PSD contribuiu para aprovar, com o voto a favor, na generalidade, o projeto de lei do CDS-PP que elimina o adicional do Imposto Sobre os Combustíveis (ISP), iniciativa que teve votos contra de PS e abstenções de PCP, BE e PEV.

"A bancada votou completamente à revelia do doutor Rui Rio, que foi confrontado com a decisão já tomada", assegurou à Lusa fonte da direção do PSD, assegurando que, se o presidente do partido tivesse sido informado previamente, a decisão teria sido de rejeitar esta iniciativa.

Já sobre o facto de o secretário-geral do PSD ter anunciado que Rui Rio e o líder parlamentar vão almoçar "nos próximos dias" para articularem estratégias, o presidente do partido afirmou que não ia fazer comentários sobre o assunto.

"Não vou fazer nenhum comentário sobre isso", frisou, depois de questionado pelos jornalistas.

O secretário-geral do PSD afirmou esta sexta-feira que o presidente do partido e o líder parlamentar vão almoçar "nos próximos dias" para articularem estratégias, manifestando-se convicto de que a tensão gerada devido ao tema dos combustíveis "vai ser ultrapassada".
secretário-geral do PSD PSD presidente do PSD CDS-PP Imposto Sobre Rui Rio Porto Lusa ISP PCP PCP
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)