Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

Socialistas travam comissão de inquérito ao caso que envolve acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal

PS vai avançar com uma moção de censura ao executivo camarário sadino.
10 de Maio de 2022 às 01:30
André Martins, autarca de Setúbal
Fernando Medina
André Martins, autarca de Setúbal
Fernando Medina
André Martins, autarca de Setúbal
Fernando Medina
O PS está contra a realização de uma comissão parlamentar de inquérito ao caso que envolve o acolhimento dos refugiados ucranianos pela autarquia de Setúbal, ao contrário do que defendem alguns dos partidos da oposição. Para já, esta terça-feira, a nível local, os socialistas vão avançar com uma moção de censura ao executivo camarário sadino.

A ideia de realização de uma comissão de inquérito surge afinada com a de outros partidos, que dizem querer descobrir a verdade. A líder do BE, Catarina Martins, quer saber se o que aconteceu em Setúbal foi um caso isolado ou se se estendeu a outras autarquias. Porém, disse estar surpreendida com o chumbo do PS da audição parlamentar do autarca sadino, André Martins, quando já houve outras audições de autarcas no hemiciclo, como aconteceu com Fernando Medina, na altura autarca da capital. Por outro lado, uma comissão de inquérito "é um bocado exagerado", defendeu o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, sem se opor, desde que a "verdade seja apurada".

À saída de uma reunião dos partidos com o chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, o presidente dos liberais, Cotrim de Figueiredo, defendeu a ida do primeiro-ministro, António Costa, ao Parlamento para responder sobre o envolvimento de cidadãos russos no acolhimento de refugiados ucranianos. Já o líder do Chega, André Ventura, disse querer descobrir a alegada "participação de espionagem russa em Portugal, e se o Governo foi conivente".

PS avança com audições e rejeita guerras do PSD
O presidente do PS, Carlos César, criticou esta segunda-feira o autarca de Setúbal, André Martins, por ter colocado um russo no acolhimento de refugiados ucranianos e sugeriu que este tema está a ser instrumentalizado para "guerras internas" do PSD. Sobre a proposta do candidato à liderança do PSD Luís Montenegro para criar uma comissão de inquérito, César disse que o PS, para já, aprovou um conjunto de cerca de uma dezena de audições" sobre este tema.

Membros do governo ouvidos no parlamento
O Parlamento aprovou a audição do ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, e da ministra dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, sobre o acolhimento de refugiados ucranianos.

Pormenores
Comissão de inquérito
O candidato à liderança do PSD Luís Montenegro apelou esta segunda-feira à constituição de uma comissão de inquérito sobre o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal por cidadãos russos ligados ao Kremlin.

Arrastar durante meses
O também candidato à presidência do PSD Jorge Moreira da Silva defendeu esta segunda-feira que o primeiro-ministro tem de responder "já" sobre o que o Governo sabia sobre os problemas de acolhimento aos refugiados e disse que a comissão proposta por Luís Montenegro, apesar de meritória, poderá arrastar-se por "meses e anos".

Rio não comenta comissão proposta
O presidente do PSD, Rui Rio, recusou esta segunda-feira tomar posição relativamente à proposta de criação de uma comissão de inquérito parlamentar sobre o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal por ter sido feita por um candidato à sua sucessão, Luís Montenegro.
PSD Setúbal PS André Martins Carlos César Parlamento Governo Luís Montenegro política partidos e movimentos
Ver comentários
}