Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

Confinamento terá "horizonte de um mês" e escolas com alunos até 12 anos vão continuar abertas

António Costa refere que Portugal regista hoje mais de sete mil infetados por Covid-19. Reunião com o Infarmed já terminou.
Correio da Manhã 12 de Janeiro de 2021 às 14:23
António Costa inicia corrida na maratona da União Europeia
António Costa inicia corrida na maratona da União Europeia FOTO: CMTV
O primeiro-ministro, António Costa, afirmou esta terça-feira, após a reunião no Infarmed, que o país está "com fortíssima dinâmica de crescimento [de contágios da Covid-19]" e que esta só poderá ser travada com um "confinamento". 



Especialistas divergiram sobre as melhores medidas para as escolas mas o primeiro-ministro avança que as escolas com alunos até aos 12 anos vão continuar abertas. "Nada justifica encerramento das escolas para crianças até aos 12 anos", diz António Costa e acrescenta que vai fazer mais audições com os especialistas para tomar uma decisão sobre as restantes escolas.

Primeiro-ministro diz que o Governo tem "feito um esforço grande para tomar decisões com base no maior conhecimento cientifico". Nesta reunião o grande ponto de divergência entre os especialistas foram as medidas a adotar nas escolas e universidades.

O primeiro-ministro pede para continuar com as medidas de prevenção de contágios porque os números continuam a subir: "Hoje vamos ter números acima dos 7 mil novos infetados", acrescenta. 

As medidas que serão adotadas pelo Governo vão tem um "horizonte de um mês", admite Costa.

Especialistas deram conta, na reunião, que vão ser precisas entre seis e oito semanas para reduzir o numero de infetados com Covid-19 para 3500 casos diários, explica o deputado Ricardo Batista Leite do PSD.
António Costa Covid-19 Infarmed política
Ver comentários