Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Algarve regista 20 milhões de dormidas em hotéis durante 2019

Grande maioria dos 4,4 milhões de hóspedes são estrangeiros, sobretudo do Reino Unido.
Tiago Griff 5 de Fevereiro de 2020 às 08:41
Praias do Algarve foram uma das principais atrações para os milhões de turistas que escolheram a região para férias
Praias do Algarve foram uma das principais atrações para os milhões de turistas que escolheram a região para férias FOTO: Nuno Alfarrobinha
O Algarve registou mais de 20 milhões de dormidas na hotelaria em 2019, num total de cerca de 4,4 milhões de hóspedes, na sua maioria britânicos, indicam dados hoje revelados pela maior associação do setor.

De acordo com um estudo da Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), no ano passado, a maioria dos turistas que ficaram alojados na hotelaria eram estrangeiros (3,2 milhões), sobretudo do Reino Unido.

Os turistas britânicos foram quem mais contribuiu em número de hóspedes (30,5%) - com impacto positivo nos resultados do ano -, seguidos dos portugueses (20,5%), alemães (10,2%) e holandeses (6,5%), adianta uma nota enviada pela AHETA.

"O facto que mais influenciou os resultados turísticos de 2019 é o que resultou do aumento da procura do mercado britânico, após as descidas de 8,5 e 6% em 2017 e 2018, respetivamente", refere a associação.

De acordo com a AHETA, a diminuição da procura dos mercados alemão e holandês foi compensada pela recuperação do mercado britânico, que contribuiu para uma taxa de ocupação média por quarto de 63,8% em 2019, mais 0,9% do que no ano anterior.

Já a taxa de ocupação média por cama situou-se nos 54,4%, mais 1,6% do que em igual período de 2018, contudo, apesar da subida verificada em 2019, a ocupação por cama continua abaixo da verificada em 2016 e 2017.

O Algarve recebeu ainda 1,3 milhões de turistas estrangeiros que recorreram a casa própria, familiares ou amigos para a sua permanência no Algarve durante o ano, sublinha a associação.
Algarve AHETA economia negócios e finanças turismo hotelaria e alojamentos política autoridades locais
Ver comentários