Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Braga melhora escolas com cinco milhões de euros

Requalificação e ampliação de duas EB significam investimento de 4 milhões de euros.
Sérgio Pereira Cardoso 31 de Outubro de 2020 às 10:11
Escola Básica de Figueiredo é uma das que vão receber obras de requalificação, estas no valor de 1,8 milhões de euros
Escola Básica de Figueiredo é uma das que vão receber obras de requalificação, estas no valor de 1,8 milhões de euros FOTO: Direitos Reservados
A Câmara de Braga vai votar, na próxima terça-feira, um investimento global de cerca de cinco milhões de euros no parque escolar, entre a requalificação de duas escolas e a remoção de amianto em mais seis.

Segundo o que foi ontem anunciado pela autarquia, o principal custo, de quase 2,2 milhões de euros, está ligado à requalificação e ampliação da Escola Básica de Nogueira, uma obra que terá um prazo de execução de um ano e meio.

Da mesma forma, a melhoria da Escola Básica (EB) de Figueiredo vai a concurso público por perto de 1,8 milhões, sendo aqui o prazo de execução de um ano. Recorde-se que, neste caso, um primeiro concurso, então no valor de 1,4 milhões de euros, ficou deserto, por total falta de interessados na realização da obra, daí ter crescido o preço-base em 400 mil euros.

O restante valor está refletido nos investimentos de 954 mil euros na remoção de fibrocimento de seis escolas, na sequência de um "levantamento prévio dos edifícios públicos que apresentam amianto na constituição de qualquer elemento construtivo". Serão então alvo de obras: a EB de Fraião (53 mil euros), a EB do Coucinheiro (58 mil euros), e as EB 2/3 de Palmeira (207 mil euros) de Mosteiro e Cávado (174 mil), Lamaçães (260 mil) e Frei Caetano Brandão (202 mil).

"Pretende-se com a presente proposta de abertura de procedimento concursal, alavancar a melhoria das condições de segurança e saúde das escolas do Ensino Básico do concelho de Braga, visando eliminar fatores potencialmente prejudiciais para a saúde humana e o ambiente", explica a câmara municipal bracarense.
Ver comentários