Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Javalis atacam culturas e assustam moradores em Miranda do Corvo

Animais destroem as culturas agrícolas que garantem o sustento de muitas famílias.
Mário Freire 8 de Setembro de 2020 às 08:25
A carregar o vídeo ...
Animais destroem as culturas agrícolas que garantem o sustento de muitas famílias.
Os moradores de Lamas, no concelho de Miranda do Corvo, estão assustados com a presença de javalis na zona. "Estão cada vez próximo das imediações das casas", relatam os habitantes da localidade, que dizem já ter dado pela presença de grupos com dez animais, entre crias e adultos.

O avistamento dos animais é recorrente e os vestígios são visíveis em várias zonas, entre olivais, vinhas, terras de cultivo agrícola e estufas de plantas. O medo por parte de quem ali mora tem vindo a crescer. "Os javalis invadem os nossos quintais e terraços das casas durante a noite", conta ao CM Luísa Lima, moradora em Lamas, que no fim de semana foi surpreendida, já passava da meia noite, por dois animais.

Ao receio de serem atacados por um javali, somam-se os prejuízos das plantações agrícolas. "Nós plantamos e eles arrancam", afirma, desesperada, a agricultora, que teme não ter batatas e couves para o Natal. Luísa Lima vive no centro da aldeia e teme que os animais possam começar a destruir as estufas de que é proprietária.
"Foçam a e esgravatam a terra toda, estão a menos de quatro metros das estufas e já me estragaram algumas tubagem do sistema de rega de gota a gota", conta a empresária.

Para além do sentimento de insegurança que causam entre moradores, os animais podem levar à destruição de rendimentos de quem vive da agricultura. Há dois anos, diante o mesmo problema, a associação de caçadores fez batidas, controlando os exemplares de javalis. Este ano não aconteceu. Foi já feita queixa às autoridades, mas o facto de se tratar de uma zona residencial impede que sejam feitos disparos.
Miranda do Corvo Lamas Luísa Lima interesse humano questões sociais animais ambiente
Ver comentários