Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Luzes natalícias do Porto desligadas levam empresa a tribunal

Parte substancial das iluminações ficaram por acender.
Aureliana Gomes, Tiago Griff e Alexandre Salgueiro 2 de Dezembro de 2018 às 09:28
Cidade do Porto está mais iluminada, mas falha da empresa contratada impediu que todas as luzes previstas fossem acesas
Na Covilhã houve bolo nevão com recheio de cherovia
Iluminação de Natal no Porto
Iluminação de Natal no Porto
Cidade do Porto está mais iluminada, mas falha da empresa contratada impediu que todas as luzes previstas fossem acesas
Na Covilhã houve bolo nevão com recheio de cherovia
Iluminação de Natal no Porto
Iluminação de Natal no Porto
Cidade do Porto está mais iluminada, mas falha da empresa contratada impediu que todas as luzes previstas fossem acesas
Na Covilhã houve bolo nevão com recheio de cherovia
Iluminação de Natal no Porto
Iluminação de Natal no Porto
A iluminação natalícia da cidade do Porto foi inaugurada, ao final da tarde deste sábado, envolta em polémica. Parte substancial ficou apagada, o que, de acordo com a autarquia, se ficou a dever "a um incumprimento da empresa a quem foi concessionado o serviço, que não cumpriu o caderno de encargos".

Nesse sentido, a Porto Lazer, em comunicado, explica que "vai acionar os meios judiciais para acautelar os interesses do município".

Apesar dos constrangimentos, à hora marcada (18h00), a magia aconteceu, na avenida dos Aliados, e as 29 mil luzes da árvore gigante acenderam-se, ao som de música e fogo de artifício. Milhares de pessoas não quiseram faltar ao momento que marcou o arranque da quadra natalícia na Invicta. "A árvore está lindíssima. A festa foi muito bonita, quer o fogo de artificio, quer os concertos estavam divinais", referiu Manuela Pereira.

Quem chega, agora, aos Aliados, é surpreendido por uma árvore, com 40 metros de altura e 20 de diâmetro.

"Já vim no ano passado e, de facto, isto é qualquer coisa de extraordinário", disse Luísa Nogueira, também presente, este sábado à tarde.

Ao todo, 2,3 milhões de luzes vão iluminar várias ruas. Até 6 de janeiro, muitas são as atividades por toda a cidade, entre concertos, teatros e animação de rua - que pretendem fazer as delícias de miúdos e graúdos.

Este sábado, antes da inauguração da iluminação, atuou Carolina Deslandes, no palco instalado junto ao espelho de água. Depois, foi a vez de 50 cantores do coro Saint Dominic’s Gospel Choir subirem ao palco e animarem a festa.

Por toda a cidade existe um reforço de enfeites alusivos à quadra. Das iniciativas, destacam-se ainda as duas pistas de gelo natural, na praça D. João I e na rotunda da Boavista.

Em Faro, mais de 4 mil luzes que rodeiam parte do Refúgio Aboim Ascensão foram este sábado ligadas, incluindo uma árvore de Natal.

"A maioria destas crianças tem família. Algumas adoram as crianças e elas estão cá por salvaguarda, mas outras não, são de famílias que desapareceram da vida delas. E as luzes são uma forma de afago e de Natal prolongado que nós temos", frisou Luís Villas Boas, diretor.

A ministra da Saúde, Marta Temido, esteve presente. "As crianças vêm de situações muito complicadas. Aqui trabalham para lhes dar um futuro melhor", afirmou.

Na Covilhã, a tarde ficou marcada pelo início do ‘Natal Com Arte’, que decorre até 6 de janeiro com atividades dirigidas, sobretudo, às crianças.

O arranque da iniciativa contou com a atuação de uma dupla do Keiser Ballet, com a ligação das luzes de Natal da cidade e a partilha com a população de um bolo nevão, típico da cidade, com 62 metros e recheio de cherovia.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)