Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Mais de 400 espetáculos em festas e romarias

Algumas festas, como a da Senhora da Agonia, atraem dezenas de milhares de pessoas.
Secundino Cunha 15 de Agosto de 2018 às 10:17
Romaria da Senhora da Agonia, em Viana do Castelo, atrai dezenas de milhares de pessoas à capital do Alto Minho
Gigantones e cabeçudos são os personagens centrais do desfile histórico-etnográfico, que será realizado no dia 19
Romaria da Senhora da Agonia, em Viana do Castelo, atrai dezenas de milhares de pessoas à capital do Alto Minho
Gigantones e cabeçudos são os personagens centrais do desfile histórico-etnográfico, que será realizado no dia 19
Romaria da Senhora da Agonia, em Viana do Castelo, atrai dezenas de milhares de pessoas à capital do Alto Minho
Gigantones e cabeçudos são os personagens centrais do desfile histórico-etnográfico, que será realizado no dia 19
A grande romaria de S. Bento da Porta Aberta, que esta quarta-feira termina com a atuação da Banda Filarmónica de Carvalheira, lança o morteiro de alvorada para um mês inteiro de grande animação em toda a região do Minho.

Em grande e pequenas festas e romarias, os distritos de Braga e Viana do Castelo têm, em vilas, aldeias e cidades, até ao segundo fim de semana de setembro, palcos montados para mais de 400 espetáculos.

Metade das atuações, é certo, têm cariz popular e tradicional, sendo o protagonismo reservado a ranchos folclóricos e bandas filarmónicas. Também estão agora na moda os encontros de tocadores de concertina e cantadores ao desafio.

Mas são as grandes romarias que geram o grande movimento festivo da região, atraindo centenas de milhar de pessoas. É o caso das Festas de Nossa Senhora da Agonia, em Viana do Castelo, que arrancam na próxima sexta-feira.

Já o último fim de semana deste mês será marcado pela romaria de S. Bartolomeu do Mar, em Esposende, com o tradicional mergulho nas águas geladas do Atlântico, para afastar o medo e o Diabo. E logo nesse domingo, arranca a romaria da Senhora do Porto d’Ave, em que se fritam os melhores bifes e se abrem os melões mais saborosos.

No último fim de semana de agosto, surge o convite para uma subida à serra, à serra d’Arga (Caminha), e viver aquela que Pedro Homem de Melo considerava a mais típica das romarias: o S. João d’Arga.

Entramos em setembro com as Feiras Novas, de Ponte de Lima, e seguimos com a serrana romaria de Nossa Senhora da Peneda (Arcos de Valdevez).
Ver comentários