Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Portugal desativa reator nuclear da Bobadela

Unidade que salazar mandou construir funcionava desde 1961.
Bernardo Esteves 3 de Setembro de 2019 às 08:24
Reator nuclear funcionava no interior desta espécie de piscina com cerca de nove metros de altura
Reator nuclear funcionava no interior desta espécie de piscina com cerca de nove metros de altura FOTO: Direitos Reservados
O único reator nuclear português, que funcionava no Campus Tecnológico e Nuclear da Bobadela (Loures), integrado no Instituto Superior Técnico, começou a ser desativado. O núcleo do reator com o urânio usado já foi transportado secretamente em março para os Estados Unidos, seguindo-se agora o desmantelamento completo das instalações, que ainda deverá demorar uma década, noticiou o Público.

No mesmo local deverá nascer um centro de tratamento do cancro com protões. "É o fim da era da energia nuclear e início da era da saúde nuclear e tratamento do cancro", afirmou Manuel Heitor, ministro da Ciência , Tecnologia e Ensino Superior, frisando que o objetivo é "aproveitar as competências acumuladas em física nuclear e proteção radiológica".

O reator nuclear, que tinha fins científicos e educativos, começou a funcionar em 1961 por decisão do então chefe de Governo António Salazar. O objetivo era preparar a construção de centrais nucleares para produzir energia elétrica, o que nunca chegou a concretizar-se.

"Ficamos satisfeitos porque deixamos de ter um reator nuclear. Os custos necessários para continuar seriam exorbitantes e mostram como as novas regras deixam o nuclear caríssimo. Fico apreensivo porque mesmo assim Finlândia, Reino Unido e França estão a construir novas centrais nucleares", disse ao CM Francisco Ferreira, da associação ambientalista Zero. Nuno Sequeira (Quercus) também se mostra "satisfeito".

"Não fazia sentido o reator continuar, porque não há planos de ativar a energia nuclear. Mas gostaríamos de uma atitude mais firme para que os nossos vizinhos espanhóis abandonem a central nuclear de Almaraz e não venham a explorar urânio em Salamanca", disse.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)