Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Presépio Vivo de Priscos abre com bênção do Papa

Representante do Vaticano, cardeal Lorenzo Baldisseri, marca presença na inauguração.
Fátima Vilaça 18 de Dezembro de 2016 às 12:16
Presépio Vivo conta com mais de 600 figurantes em 90 cenários e poderá ser visitado apenas aos fins de semana
Presépio Vivo conta com mais de 600 figurantes em 90 cenários e poderá ser visitado apenas aos fins de semana FOTO: Nuno Fernandes Veiga
Dar a conhecer a aldeia onde Jesus viveu é a missão deste ano do Presépio Vivo de Priscos, que abre portas hoje, em Braga, pelo 11º ano consecutivo. O evento recebe uma bênção apostólica do Papa Francisco, que será representado pelo cardeal Lorenzo Baldisseri. Este, que é, há muito, considerado o maior presépio vivo da Europa, conta mais de 600 figurantes – entre os quais está um casal de muçulmanos –, que completam os 90 cenários do recinto, junto à igreja paroquial de Priscos.

Desde que começou, em 2005, com o projeto do presépio vivo, o padre João Torres, pároco da aldeia de Priscos, não pára de inovar. Este ano, com o apoio dos paroquianos e do grupo de reclusos do Estabelecimento Prisional de Braga, que há já dois anos colaboram com o projeto, o presépio vivo construiu uma ‘Aldeia dos Judeus’.

"Pretendemos dar a conhecer o ambiente da aldeia onde Jesus viveu, através da recriação desta ‘Aldeia dos Judeus’", explica o padre João Torres. Foram erguidas novas construções e inclusive uma sinagoga. João Torres considera que, na iniciativa, se vive "um ambiente pobre, mas belo".
O presépio que hoje abre portas, poderá ser apreciado até 22 de janeiro, apenas aos fins de semana. No espaço de entrada livre, os interessados podem ver, além das aldeias com várias culturas, quatro grandes espetáculos – ‘O Casamento Judaico’, ‘Cortejo da Luz’, ‘O Julgamento’ e ‘O Funeral’.

A verdadeira estrela deste presépio continua a ser, no entanto, a gruta, onde figuram o menino Jesus, Maria e José, acompanhados pela vaca e o burro.
Ver comentários