Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Taxa turística rende mais 22 milhões de euros em 2019

Câmara vai construir mais 40 quilómetros de rede ciclável.
Bernardo Esteves 16 de Outubro de 2018 às 08:24
Turistas em Lisboa
Crescimento do turismo está a ser decisivo para contas da Câmara de Lisboa
Turistas em Lisboa
Crescimento do turismo está a ser decisivo para contas da Câmara de Lisboa
Turistas em Lisboa
Crescimento do turismo está a ser decisivo para contas da Câmara de Lisboa
A Câmara de Lisboa espera arrecadar 36,5 milhões de euros em 2019 com a Taxa Municipal Turística, que vai passar de 1 para 2 euros por pessoa/dormida, o que representa um aumento de 22 milhões face a 2018. Os números foram avançados na apresentação do Orçamento para 2019, "um dos maiores de sempre", segundo o vereador das Finanças João Paulo Saraiva.

O Orçamento Consolidado, que inclui as empresas municipais, é de 1387 milhões de euros, mais 105 milhões face ao ano passado. A autarquia espera receitas de 1057 milhões de euros, mais 246 milhões do que no ano passado, num aumento de 30,3%.

Para este aumento contribui a subida das receitas da taxa turística, dos impostos locais (mais 33 milhões em IMT, IMI e Derrama industrial) e, sobretudo, a receita esperada com a venda em hasta pública dos terrenos de Entrecampos por 165 milhões de euros.

João Paulo Saraiva garantiu que a habitação será "a prioridade das prioridades", estando previsto em 2019 um investimento de quase 100 milhões de euros em terrenos e imóveis (sem expressão orçamental) para o Programa Renda Acessível. Até 2021, a autarquia prevê um investimento em valor patrimonial de 316,2 milhões de euros para construir 6 mil casas em parceria com os privados. A autarquia vai ainda investir 29 milhões na Carris e 12,3 milhões na rede ciclável, que vai contar com mais 40 quilómetros.
Ver comentários