Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Trabalhadores do Norte ganham 854 euros por mês

Salário médio mensal subiu, mas continua abaixo dos 909 euros da média nacional.
Manuel Jorge Bento 7 de Fevereiro de 2020 às 08:47
Área Metropolitana do Porto foi o território que registou a maior quebra nas taxas de trabalhadores sem emprego
Área Metropolitana do Porto foi o território que registou a maior quebra nas taxas de trabalhadores sem emprego FOTO: Amândia Queirós
Os trabalhadores por conta de outrem da região Norte ganharam, em média, no terceiro trimestre do ano passado, 854 euros por mês, um valor 55 euros abaixo da média nacional (909 euros) e que representa um crescimento (3,3%) mais modesto do que o registado no segundo trimestre (3,6%).

Os dados constam do relatório Norte Conjuntura, da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional, que indica a existência de 120 mil desempregados na região.

A taxa de desemprego ficou, a Norte, nos 6,6%. Mais de metade dos cidadãos sem emprego está nesta situação há mais de um ano e 37,3% procuram trabalho há mais de dois. O desemprego jovem (menos de 25 anos) atinge 16,8%. A Área Metropolitana do Porto foi a sub-região com a maior quebra nas taxas de trabalhadores sem emprego. Mas houve 14 concelhos onde o número subiu, entre os quais seis são do Alto Minho (Arcos de Valdevez, Caminha, Monção, Ponte da Barca, Cerveira e Paredes de Coura).

O setor da construção mantém-se também em alta, com um aumento de 7,1% no total de obras licenciadas, em comparação com o mesmo trimestre de 2018. E o custo da habitação não pára de subir: o valor médio da avaliação bancária cresceu 8,6%, em média, sendo maior nos apartamentos (11,6%).

O crédito às famílias registou um aumento homólogo significativo de 3,5, sendo que os novos empréstimos às empresas subiu 33,9%. O turismo continuou em crescimento, apesar de uma ligeira desaceleração.

Neste trimestre, os preços no consumo subiram em bebidas alcoólicas, saúde e educação, e baixaram em bens energéticos, comunicações e vestuário.
Norte Conjuntura economia negócios e finanças macroeconomia conjuntura política governo (sistema)
Ver comentários