Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Utentes do metro fazem oito reclamações por dia

Em 2017, passageiros de Lisboa, Porto e Sul do Tejo apresentaram um total de 2874 queixas
João Saramago 18 de Junho de 2019 às 10:28
Metro de Lisboa
Metro de Lisboa
Metro de Lisboa
Metro de Lisboa
Metro de Lisboa
Metro de Lisboa
Nos metros de Lisboa e do Sul do Tejo os números de reclamações por passageiro são cerca de cinco vezes superiores às do Metro do Porto. No seu conjunto, os utentes das três redes de metro apresentaram um total de 2874 queixas em 2017, o que representou uma média de oito reclamações por dia.

O metro da capital, que registou um total de 162 milhões de passageiros, contou com 2516 reclamações em 2017. Houve, assim, uma redução de 9% por comparação com as 2753 apresentadas em 2016.

Já na linha que serve os concelhos de Almada e Seixal, e que em 2017 registou 11 milhões de passageiros, verificou-se uma descida de 197 para 175 queixas (-7%). Por sua vez, no Metro do Porto, com 61 milhões de passageiros, houve um acréscimo de 33% nas reclamações.

Em 2016 foram 138 e em 2017 atingiram as 183. O Metro de Lisboa registou 15 queixas por cada milhão de passageiros transportados; no Metro Sul do Tejo houve 14 reclamações e na rede do Porto 3 queixas por milhão.

O principal motivo que leva os utentes a queixarem-se deste meio de transporte é comum às três redes e prende-se com questões relacionadas com os preços dos títulos ou com as bilheteiras, num total de 30%.

O incumprimento do serviço assumiu 17% das reclamações e a falta de um atendimento de qualidade foi o terceiro principal motivo, com 13% das reclamações. Segundo o relatório elaborado pela Autoridade da Mobilidade e dos Transportes, os três metros geram anualmente receitas de 173 milhões de euros e apresentavam uma dívida financeira remunerada de 7,1 mil milhões de euros.
Ver comentários