Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Homicidas de filho de ex-PJ acusados de 14 crimes

Pedro Fonseca foi assassinado à facada.
Tânia Laranjo 8 de Julho de 2020 às 08:54
Pedro Fonseca foi golpeado no peito pelos atacantes e não resistiu
Pedro Fonseca foi golpeado no peito pelos atacantes e não resistiu FOTO: DR
São quatro arguidos que, além do homicídio de Pedro Fonseca, filho de um ex-inspetor da Polícia Judiciária, respondem ainda por 13 crimes de roubos, ofensas à integridade física e crimes de dano. Três dos quatro suspeitos estão na cadeia - o último em liberdade por responder apenas por recetação. O primeiro crime que terá sido cometido pelo grupo foi a 19 de outubro do ano passado.

Assaltavam miúdos, sempre à mão armada, e levavam essencialmente telemóveis. No caso de Pedro Fonseca correu mal. O filho do ex-elemento da Judiciária recusou entregar os bens. Foi assassinado à facada. Os suspeitos agora presos tinham, na altura dos factos, 17, 18 e 20 anos, e todos disseram que ninguém tinha intenção de matar. Foi Pedro quem se "atirou" contra a faca, asseguraram.

Os jovens podem agora requerer a abertura de instrução para evitar ir a julgamento. O que só acontecerá no reinício do ano judicial. Arriscam a pena máxima, 25 anos de cadeia. Pedro Fonseca foi assassinado no dia 28 de dezembro de 2019 no Campo Grande, em Lisboa. O jovem tinha terminado o curso de Engenharia.
Pedro Fonseca Polícia Judiciária questões sociais crime lei e justiça crime homicídio
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)