Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Falta de máscaras em bar de alterne dá multa a clientes

GNR identificou dono por lenocínio e ainda deteve o segurança.
Sérgio Pereira Cardoso e Fátima Vilaça 28 de Julho de 2020 às 08:33
Prostituição
Prostituição FOTO: Reuters
Uma operação da GNR em espaços de diversão noturna de Caldas das Taipas, no concelho de Guimarães, acabou com o dono de um bar de alterne, de 43 anos, identificado por suspeitas de lenocínio e com o levantamento de 15 autos de contraordenação a clientes por falta de utilização de máscaras em tempos de pandemia da Covid-19.

O próprio bar de alterne deveria estar fechado nesta altura, sendo que, ao que o Correio da Manhã apurou, todos os empregados da casa se encontravam com máscaras, incluindo as 17 mulheres que foram também identificadas pelos militares do posto das Caldas das Taipas. Outro homem, de 48 anos, foi detido por se encontrar a exercer segurança privada sem estar habilitado para tal.  

Além das referidas contraordenações por falta de equipamentos de proteção da parte dos clientes, foram levantados mais 20 autos por irregularidades administrativas daquele local de diversão noturna. Os factos foram já todos remetidos ao Tribunal de Guimarães e o bar de alterne continuará a ser alvo de apertada vigilância da parte das autoridades policiais, para que continue com as portas fechadas.
Ver comentários