Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

21 anos de prisão para homem que matou o pai à facada em Lousada

Crime ocorreu em março do ano passado.
Ana Silva Monteiro 20 de Janeiro de 2022 às 15:09
Nuno Soares, de 32 anos, pediu desculpa à família em tribunal
Nuno Soares, de 32 anos, pediu desculpa à família em tribunal FOTO: Marc Ricardo Silva/cmtv
O tribunal de Penafiel condenou, esta quinta-feira, a 21 anos de prisão o homem que matou o pai até as morte em Lousada. 

"Eu saí de casa para apanhar ar. Olhei para o céu e vi uma nuvem com o formato de um anjo e ouvi uma voz que dizia para o matar. Entrei em casa e matei-o." Foi desta maneira que Nuno Soares, de 32 anos, admitiu, no Tribunal de Penafiel, ter esfaqueado o pai até à morte, a 3 de 2021, na casa que partilhavam em Lousada.

Manuel Soares, de 64 anos, foi esfaqueado seis vezes no tórax e no pescoço. Para cometer o crime, Nuno utilizou três facas. "Eu não andava bem. Eu já tinha marcado uma consulta com o médico de família, porque não me sentia bem. Fui cometer um homicídio quando tinha a consulta no dia a seguir. Só posso pedir desculpa", contou.
Lousada Penafiel Nuno Soares julgamentos questões sociais desaparecidos
Ver comentários