Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Advogada de Isabel dos Santos recusa colaborar no caso Football Leaks

Rui Pinto e José Miguel Júdice trocaram acusações no Twitter.
Pedro Zagacho Gonçalves(pedrogoncalves@cmjornal.pt) 28 de Outubro de 2020 às 08:58
Rui Pinto
Rui Pinto FOTO: David Cabral Santos
"Esse é um tema coberto por sigilo profissional"- foi assim que Inês Pinto da Costa, advogada de Isabel dos Santos na sociedade PLMJ, se esquivou a responder às perguntas sobre o Luanda Leaks que lhe foram feitas esta terça-feira em tribunal. A advogada foi ouvida como testemunha na 17ª sessão do julgamento de Rui Pinto, no caso Football Leaks.

Ainda a exercer na sociedade que foi ‘alvo’ de Rui Pinto, apenas confirmou à defesa do ‘hacker’ que pastas e documentos encontrados nos discos apreendidos pelas autoridades ao jovem eram seus. "Não respondo a perguntas sobre notícias de jornal", disse quando confrontada com uma notícia sobre a investigação à teia de negócios de Isabel dos Santos. José Miguel Júdice, fundador da PLMJ, foi também ouvido. Chamou "ladrão" a Rui Pinto e e afirmou ter emails sobre uma empresa controlada por Isabel dos Santos, sua cliente "num processo de arbitragem".

Mais tarde, no Twitter, Rui Pinto escreveu: "José Miguel Júdice lidou durante décadas com ladrões, que lhe encheram a conta bancária através de honorários milionários, e nunca se queixou. Defende com unhas e dentes Ricardo Salgado dizendo que não é nenhum gangster. Acho um piadão a este ex-MDLP."
Ver comentários