Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Agentes da PSP ressuscitam homem afogado no Tejo

Agentes Pratas e Andrade reanimaram homem de 70 anos e detiveram pai e filho que os agrediram.
Miguel Curado 7 de Agosto de 2018 às 01:30
Pontão no Seixal
Polícia de Segurança Pública
PSP
PSP
Pontão no Seixal
Polícia de Segurança Pública
PSP
PSP
Pontão no Seixal
Polícia de Segurança Pública
PSP
PSP
Dois agentes da PSP da Cruz de Pau, no Seixal, trouxeram de volta à vida um homem, de 70 anos, que foi resgatado das águas do rio Tejo, na Amora, quando já estava sem respiração e batimento cardíaco. Os polícias prenderam ainda dois homens, pai e filho, por agressões e injúrias.

A chamada de socorro ocorreu pelas 18h00 de sábado. Um homem que estava num barco ancorado junto ao pontão de canoagem da Amora presenciou uma aparente doença súbita do homem, de 70 anos, que tombou para dentro de água. De imediato, a testemunha conseguiu agarrar o doente e colocá–lo em terra firme. O mesmo chamou depois o socorro, via 112. Os primeiros a chegar foram os agentes Pratas e Andrade, ambos de 33 anos, da esquadra da PSP da Cruz de Pau.

Fonte oficial do Comando de Setúbal da Polícia disse ao CM que os dois polícias já viram a vítima com a pele roxa e sem respiração nem batimento cardíaco. Por iniciativa própria, os agentes realizaram manobras de reanimação que, ao final de alguns minutos, conseguiram trazer o doente de volta à vida.

Enquanto aguardavam pela chegada dos técnicos do INEM e ao assegurarem um perímetro de segurança, os polícias foram agredidos por um homem, de 58 anos, e depois pelo filho, de 22, e por dois amigos deste – sem motivo aparente. Os dois agressores familiares foram detidos, enquanto os restantes fugiram. Com a chegada de uma ambulância do INEM, o homem de 70 anos resgatado do Tejo foi encaminhado para o Hospital Garcia de Orta, em Almada.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)