Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Agentes vigiam funeral de homem morto à facada em Casal de Cambra

Possibilidade de confrontos entre amigos de Cuco e dos quatro homicidas presos pela PSP, após trocas de ameaças, levaram ao reforço da vigilância.
Miguel Curado 26 de Fevereiro de 2020 às 09:41
Carlos Tavares, de 41 anos,   foi morto à facada
Café em Casal de Cambra onde ocorreu o crime
Carlos Tavares, de 41 anos,   foi morto à facada
Café em Casal de Cambra onde ocorreu o crime
Carlos Tavares, de 41 anos,   foi morto à facada
Café em Casal de Cambra onde ocorreu o crime
O funeral de ‘Cuco’, alcunha pela qual era conhecido Carlos Tavares, o homem de 41 anos morto à facada a 18 de fevereiro, em Casal de Cambra, no concelho de Sintra, decorreu com fortes medidas de segurança. A cerimónia fúnebre foi realizada no passado sábado, no cemitério de Belas, e terminou sem incidentes.

Além de agentes à civil, a PSP de Sintra colocou várias Equipas de Intervenção Rápida (cada uma composta por oito agentes) na igreja onde decorreu o velório, no bairro onde Carlos Tavares residia com a mãe, e ainda junto ao cemitério de Belas.

A possibilidade de confrontos entre amigos da vítima e dos quatro homicidas presos pela PSP, após trocas de ameaças, levaram ao reforço da vigilância.
Cuco Casal de Cambra PSP Sintra Carlos Tavares Belas questões sociais morte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)