Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Aldeia em choque chora a morte de três amigos

Os cinco homens que viajavam no jipe BMW que se despistou no sábado à noite, na EN118, e tombou para um campo agrícola, em Muge, Salvaterra de Magos – provocando três mortos e dois feridos –, tinham-se juntado para almoçar e experimentar o veículo todo-o-terreno que tinha sido comprado há uma semana por um deles. Ontem, dois acidentes em Oiã (Oliveira do Bairro) e Bragança provocaram dois mortos (ver caixa).
17 de Dezembro de 2012 às 01:00
Nélson Rosa, 34 anos, Carlos Carrapo, de 40, e João Bacatelo, de 39, morreram após o jipe onde seguiam se ter despistado na EN118, em Salvaterra de Magos
Nélson Rosa, 34 anos, Carlos Carrapo, de 40, e João Bacatelo, de 39, morreram após o jipe onde seguiam se ter despistado na EN118, em Salvaterra de Magos FOTO: João Nuno Pepino

As vítimas do acidente de Salvaterra de Magos residiam em Fajarda, concelho de Coruche. Mais do que cinco "bons amigos", eram quase "como irmãos" que cresceram juntos naquela localidade ribatejana. A aldeia acordou ontem de luto e chorosa, sobretudo nas casas das três vítimas mortais, onde se concentraram dezenas de familiares e amigos ao longo do dia.

João Bacatelo, de 39 anos, deixa viúva, funcionária na Junta de Freguesia da Fajarda, um bebé de três meses e um filho de 8 anos. Carlos Carrapo, 40 anos, também era casado e tinha sido pai há três meses. Nélson Rosa, o mais novo, de 34 anos e condutor do veículo, também deixa mulher e uma filha de 4 anos.

O aparatoso acidente ocorreu ao quilómetro 60 da EN118, uma zona de recta com boa visibilidade, à entrada da Freguesia de Muge. Por razões que estão agora a ser investigadas pela GNR, o jipe de alta cilindrada desviou--se para a berma direita e destruiu parte das barras de protecção lateral da estrada, antes de tombar por uma ravina de seis metros para um terreno agrícola.

Uma das vítimas mortais ficou encarcerada no interior, ao passo que as outras duas foram projectadas para fora do jipe, tendo sido encontradas pelos bombeiros junto ao local do acidente. Os dois homens sobreviventes saíram pelo próprio pé do jipe BMW, que ficou destruído.


SOBREVIVENTESS JÁ TIVERAM ALTA E ESTÃO TRAUMATIZADOS

Do acidente, escaparam com vida Celestino Ferreira e David Bacatelo (primo de João), ambos com 45 anos. Já receberam alta hospitalar, mas estão "muito traumatizados" com a morte dos três amigos. David foi submetido a uma operação cirúrgica a uma perna no hospital de Santarém, e chegou ontem de manhã a casa, onde se encontra a recuperar. Celestino teve alta durante a madrugada e "está bastante afectado psicologicamente com o sucedido", explicou a mulher ao CM, mostrando-se preocupada com a forma como os sobreviventes "vão agora reagir ao trauma". Prestaram socorro no local 32 bombeiros de quatro corporações e quatro patrulhas da GNR.

PISO IRREGULAR NA ORIGEM DE MAIS CASOS

Os cinco amigos juntaram-se para almoçar no café O Fajardense, algo que faziam com muita frequência. Após a refeição, estiveram em convívio durante toda a tarde de sábado. Entretanto, decidiram ir dar uma volta a Santarém no BMW X5, que Nélson Rosa tinha adquirido há cerca de uma semana. O acidente fatal deu-se quando regressavam para casa. O piso da via onde se deu o acidente é irregular, tendo estado na origem de outros desastres.

ACIDENTES MATAM OPERÁRIO E AGRICULTOR

Dois acidentes, um em Oiã, Oliveira do Bairro, e outro em Rebordelo, Bragança, mataram um operário da construção civil e um agricultor, respectivamente, anteontem à noite.

O primeiro acidente foi em Bragança, às 20h15. Francisco Alves, 58 anos, despistou-se e bateu num poste de electricidade. Morreu no local. Já em Oiã, Amândio Martins, 70 anos, foi colhido quando atravessava a EN235, depois de ter estado no café com os amigos.

CORUCHE ACIDENTE DESPISTE MORTE ÓBITO FERIDOS SALVATERRA DE MAGOS
Ver comentários