Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Cinco arguidos condenados a prisão efetiva no processo 'Jogo Duplo'

Processo tem 27 arguidos e está relacionado com viciação de resultados no futebol profissional português.
Correio da Manhã e Patrícia Lima Leitão 28 de Fevereiro de 2020 às 15:24
Carlos Silva, ao centro, acompanhado por Gustavo Oliveira (à direita) e o advogado de ambos, Nélson Sousa
Carlos Silva, ao centro, acompanhado por Gustavo Oliveira (à direita) e o advogado de ambos, Nélson Sousa FOTO: Paulo Calado
Cinco arguidos foram esta sexta-feira condenados a prisão efetiva no processo 'Jogo Duplo'.

Entre os condenados está Carlos Silva, o conhecido 'Aranha', membro dos Super Dragões, condenado a seis anos e nove meses de prisão e o empresário Gustavo Oliveira, condenado a seis anos e meio de prisão e proibido de exercer funções de treinador nos próximos três anos.

Para além disso, outras três pessoas foram condenadas a penas de prisão efetivas. Abel Silva, ex-jogador do Benfica e considerado um dos principais arguidos do processo, foi condenado a dois anos de pena suspensa e proibido de exercer funções desportivas.

O juíz lançou duras críticas a esta associação criminosa, afirmando que o esquema foi montado de acorodo com uma estrutura muito bem hierarquizada.

O processo 'Jogo Duplo', que tem mais de um ano, tem 27 arguidos e está relacionado com viciação de resultados no futebol profissional português.

Leixões condenado a dois anos de proibição de participar na I e II ligas
O Leixões foi esta vsexta-feira condenado a dois anos de proibição de participar na I e II ligas, no âmbito do julgamento do processo denominado de Jogo Duplo, relacionado com viciação de resultados no futebol profissional português.

O clube leixonense, atual 11.º classificado da II Liga, foi punido por um crime de corrupção ativa e condenado ainda ao pagamento de uma multa no valor de 60.000 euros.

Foram condenados a penas de prisão efetiva Gustavo Oliveira (seis anos e seis meses), Carlos Daniel Silva 'Aranha' (seis anos e nove meses), Rui Dolores (cinco anos e seis meses), Hugo Guedes (cinco anos e nove meses) e João Tiago Rodrigues (cinco anos e dois meses).

Os 27 arguidos do processo Jogo Duplo ficaram esta sexta-feira a conhecer o acórdão do julgamento, que se iniciou em 22 de fevereiro de 2018 e cuja leitura foi feita no Tribunal Central Criminal de Lisboa, no Campus da Justiça.

Jogo Duplo crime lei e justiça arguidos condenação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)