Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Chefe de equipa dos bombeiros de Miranda do Corvo morre em incêndio na Serra da Lousã

Há dois bombeiros em estado grave, um com queimaduras nas pernas.
Mário Freire e Sérgio A. Vitorino 11 de Julho de 2020 às 21:42
Incêndio na Serra da Lousã
Chefe de equipa dos bombeiros de Miranda do Corvo morre em incêndio na Serra da Lousã
Incêndio na Serra da Lousã
Chefe de equipa dos bombeiros de Miranda do Corvo morre em incêndio na Serra da Lousã
Incêndio na Serra da Lousã
Chefe de equipa dos bombeiros de Miranda do Corvo morre em incêndio na Serra da Lousã

Um bombeiro de 55 anos morreu e outros ficaram feridos, dois deles com gravidade, num incêndio que deflagrou este sábado na Serra da Lousã, junto ao lugar conhecido por Baloiço, Trevim.

Fonte oficial da Autoridade Nacional de Proteção Civil confirmou ao CM que a vítima mortal é o chefe de uma equipa de cinco elementos dos bombeiros de Miranda do Corvo onde prestou serviço durante 39 anos.

A equipa viu-se cercada pelo fogo e dois elementos separaram-se. O chefe da equipa foi encontrado morto e um outro bombeiro sofreu queimaduras graves nas pernas e está a ser acompanhado pelo INEM. Encontra-se em situação estável e a ser encaminhado para um hospital em Coimbra. Há ainda um outro bombeiro em estado grave e dois feridos ligeiros.

Três meios aéreos tentavam circunscrever as chamas antes do anoitecer. Pelas 20h30 estavam em campo cerca de 250 operacionais e 64 viaturas de várias corporações de bombeiros dos distritos de Coimbra e Leiria.

O alerta foi dado pelas 18h24.

O fogo terá tido origem na trovoada seca que durante a tarde provocou dezenas de focos de incêndio no norte e centro do País.

As chamas já se encontram dominadas e os trabalhos de rescaldo já tiveram início.

Serra da Lousã acidentes e desastres bombeiros combate às chamas fogo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)