Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

MP de Almada acusa sete pessoas da morte de homem e menina de 8 anos em praia na Caparica

Piloto responde por dois homicídios negligentes e um crime de condução perigosa de meio de transporte por ar.
Sérgio A. Vitorino 1 de Julho de 2019 às 15:07
O avião aterrou de emergência na altura em que estavam centenas de pessoas na praia de S. João
Sofia e José Lima foram atingidos mortalmente pela avioneta na praia de S. João da Caparica
O avião aterrou de emergência na altura em que estavam centenas de pessoas na praia de S. João
Sofia e José Lima foram atingidos mortalmente pela avioneta na praia de S. João da Caparica
O avião aterrou de emergência na altura em que estavam centenas de pessoas na praia de S. João
Sofia e José Lima foram atingidos mortalmente pela avioneta na praia de S. João da Caparica

O Ministério Público de Almada acusou sete pessoas pela morte de dois banhistas na praia de São João da Caparica, a 2 de agosto de 2017, atingidos por uma avioneta que teve uma falha de motor e fez uma aterragem de emergência no areal. Pelas mortes de José Lima, de 56 anos, e Sofia António, de 8, que estavam à beira-mar, vai responder o piloto da aeronave – piloto instrutor, Carlos Conde D’Almeida, o aluno, Rui Relvas, não foi pronunciado -, bem como três funcionários da ANAC – Autoridade Nacional da Aviação Civil, entre eles o seu presidente, Luís Silva Ribeiro, e outros três da escola de aviação Aerocondor.

O piloto responde por dois homicídios negligentes e um crime de condução perigosa de meio de transporte por ar.

Ana Vasques, administradora da Aerocondor (escola de aviação), Ricardo Olim Freitas, diretor de Instrução da Aerocondor, e José Coelho, diretor de Segurança da Aerocondor, respondem por um crime de atentado à segurança de transporte por ar, agravado pelo resultado morte.

Luís Silva Ribeiro, presidente da ANAC, Vítor Rosa, diretor Segurança Operacional da ANAC, e José Queiroz, chefe do departamento de Licenciamento de Pessoal e de Formação da ANAC, respondem também por um crime de atentado à segurança de transporte por ar, agravado pelo resultado morte.

Ver comentários