Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

PGR abre inquérito crime ao caso do procurador europeu por abuso de poder e falsificação de documento

Governo apresentou dados falsos sobre o magistrado numa carta enviada à União Europeia.
Correio da Manhã e Lusa 15 de Janeiro de 2021 às 20:21
PGR
PGR FOTO: Vítor Mota
O Ministério Público instaurou um inquérito ao caso da nomeação do procurador europeu no seguimento da participação criminal apresentada pela Ordem dos Advogados e de uma denúncia anónima, informou esta sexta-feira a Procuradoria-Geral da República.

"Na sequência de denúncia apresentada pela Ordem dos Advogados e de denúncia anónima foi instaurado inquérito" disse à agência Lusa a PGR, através do seu gabinete de imprensa.

Em causa estão crimes de abuso de poder e falsificação de documentos.

A 06 de janeiro, a Ordem dos Advogados (OA) anunciou que iria apresentar ao Ministério Público (MP) uma participação criminal contra incertos após as notícias sobre irregularidades no processo de nomeação do procurador europeu.

Recorde-se que o Governo apresentou dados falsos sobre o magistrado escolhido para o cargo numa carta enviada à União Europeia. O Diretor da Direção Geral da Polícia de Justiça, Miguel Romão, demitiu-se do cargo na sequência da polémica.
PGR José Guerra Procuradoria-Geral da República crime lei e justiça política inquérito
Ver comentários