Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Bomba encontrada na Nazaré foi detonada no mar

Engenho foi detetado nas redes de pesca de embarcação.
Lusa 27 de Fevereiro de 2017 às 13:39
Engenho tem cerca de 1,60 metros de comprimento e 200 quilos de H6 o que será equivalente a perto de 600 quilos de TNT
 Bomba foi recolhida para o convés de embarcação de pesca
 Bomba foi recolhida para o convés de embarcação de pesca
 Bomba foi recolhida para o convés de embarcação de pesca
Engenho detetado nas redes de pesca de uma embarcação da Nazaré
Engenho detetado nas redes de pesca de uma embarcação da Nazaré
Engenho detetado nas redes de pesca de uma embarcação da Nazaré
Engenho tem cerca de 1,60 metros de comprimento e 200 quilos de H6 o que será equivalente a perto de 600 quilos de TNT
 Bomba foi recolhida para o convés de embarcação de pesca
 Bomba foi recolhida para o convés de embarcação de pesca
 Bomba foi recolhida para o convés de embarcação de pesca
Engenho detetado nas redes de pesca de uma embarcação da Nazaré
Engenho detetado nas redes de pesca de uma embarcação da Nazaré
Engenho detetado nas redes de pesca de uma embarcação da Nazaré
Engenho tem cerca de 1,60 metros de comprimento e 200 quilos de H6 o que será equivalente a perto de 600 quilos de TNT
 Bomba foi recolhida para o convés de embarcação de pesca
 Bomba foi recolhida para o convés de embarcação de pesca
 Bomba foi recolhida para o convés de embarcação de pesca
Engenho detetado nas redes de pesca de uma embarcação da Nazaré
Engenho detetado nas redes de pesca de uma embarcação da Nazaré
Engenho detetado nas redes de pesca de uma embarcação da Nazaré

Os pescadores do arrastão 'Mar Salgado' foram surpreendidos, esta segunda-feira, com um engenho explosivo em elevado estado de corrosão preso às redes de pesca, na Nazaré. 

A bomba recolhida hoje ao largo da Nazaré foi detonada às 16h30 no mar, em segurança, prevendo a capitania do porto local que até às 18h00 esteja reposta a normalidade.

"A bomba foi detonada às 16h30, em segurança, e meia hora depois foram feitos dois mergulhos de verificação, tendo sido confirmada a sua completa destruição", disse à Lusa o comandante do Porto da Nazaré, Paulo Agostinho.

De acordo com o responsável, às 17h30 já não havia "embarcações nem homens no mar". Prevê-se que até às 18:00 "esteja recolhido todo o material usado na operação e os mergulhadores possam regressar a Lisboa".

O engenho, que tinha entre 1,50 e 1,60 metros de comprimento, foi identificado como sendo uma bomba de aeronave do tipo MK82 que teria no seu interior mais de 200 quilos de H6, um tipo de explosivo equivalente a 600 quilos de TNT (trinitrotolueno).

A bomba foi afundada a 20 metros de profundidade e foi realizada a contradetonação por uma equipa de mergulhadores do Destacamento de Mergulhadores Sapadores, que tem entre as suas áreas de atuação reconhecer e inativar engenhos explosivos convencionais ou improvisados, na área de responsabilidade da Marinha e em áreas de conflito.

Questionado sobre a possibilidade de se tratar de uma bomba da Segunda Guerra Mundial, o comandante do porto sublinhou não ter sido encontrada qualquer inscrição que o confirme, dado o estado de corrosão do engenho.

"Não sabemos há quanto tempo se encontraria submerso", declarou.

A operação de desmantelamento foi preparada em terra e contou com a colaboração do arrastão "Mar Salgado", que hoje de manhã 'pescou' o engenho e à tarde o transportou de volta ao largo da Nazaré, auxiliando com gruas a colocação da bomba no mar.

A deslocação do arrastão foi acompanhada por lanchas da Polícia Marítima e da Estação Salva-Vidas da Nazaré e a detonação foi efetuada numa área com um perímetro de segurança de mil metros. 

bomba Nazaré pescadores embarcação
Ver comentários