Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Alfinetes escondidos em milho em Faro estão a matar pombos

Animais comem os alfinetes por engano e morrem em sofrimento.
Tiago Griff 5 de Agosto de 2020 às 08:34
Pombos de Faro têm sido alvo
Alfinetes em milho têm sido encontrados no mercado e no cemitério
Pombos de Faro têm sido alvo
Alfinetes em milho têm sido encontrados no mercado e no cemitério
Pombos de Faro têm sido alvo
Alfinetes em milho têm sido encontrados no mercado e no cemitério
As situações têm sido recorrentes em Faro desde o final de julho. Já foram descobertos pedaços de milho com alfinetes em vários locais da cidade, como no Mercado Municipal e no Cemitério da Boa Esperança, onde geralmente os pombos se alimentam. O objetivo será matar os animais para evitar a sua propagação mas, durante esse processo, acabam por perder a vida em grande sofrimento.

"É um problema para os pombos, mas estamos a falar de sítios onde passeiam pessoas e crianças brincam. Também existe um grande perigo para outros animais que também se vão alimentar do milho", alerta Paulo Batista, da comissão política distrital do PAN, que tem denunciado estas situações. 


Para evitar a proliferação destes casos, o dirigente quer desmistificar a ideia dos pombos serem um perigo de saúde pública. "Não existem evidências científicas de que os pombos propaguem doenças de maneira diferente de, por exemplo, cães ou gatos", assume.

Já foram apresentadas queixas no Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR. A Câmara de Faro diz que aguarda pelo desenvolvimento da investigação e repudia "as práticas que envolvam violação da dignidade animal".
Faro Cemitério da Boa Esperança Mercado Municipal interesse humano animais questões sociais pombos Faro
Ver comentários