Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Álibi sólido afasta Bruckner de Maddie

Detetive britânico coloca alemão a 30 minutos do local.
João Carlos Rodrigues 10 de Janeiro de 2022 às 08:23
A carregar o vídeo ...
Álibi sólido afasta Bruckner de Maddie
Investigadores britânicos garantem que o processo contra Christian Bruckner pelo alegado rapto e morte de Madeleine McCann vai "desmoronar-se" e que o predador alemão "tem um álibi sólido" que iliba de qualquer suspeita no desaparecimento da menina.

Uma investigação liderada pelo ex-detetive da Polícia de Surrey, Mark Williams-Thomas, teve acesso a novos dados e testemunhas que afastam Bruckner da praia da Luz e do Ocean Club, onde a família inglesa passava férias, na noite do desaparecimento, a 3 de maio de 2007. "A conclusão é que Bruckner não pode ter raptado a menina. Ele estava a 30 minutos do local e não estava ao telefone no momento em que ela desapareceu", admitiu uma fonte da investigação ao jornal ‘The Sun’.

Esta investigação privada foi acompanhada por uma equipa de televisão britânica e será revelada num documentário de três partes que irá para o ar no final de janeiro.

Bruckner, de 44 anos, está a cumprir pena na Alemanha por um crime de violação no Algarve e é apontado pelo Ministério Público alemão como o autor do rapto e homicídio de Maddie, que tinha três anos e nunca foi encontrada. O procurador Hans Christian Wolters garantiu já várias vezes ter provas de que Bruckner raptou, assassinou e ocultou o corpo de Maddie, mas quase dois anos depois desta garantia não há provas divulgadas ou acusação deduzida.
Em Portugal, a investigação foi arquivada, mas em Inglaterra e na Alemanha correm duas investigações paralelas.
Ver comentários