Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Amante de Rosa Grilo fica em liberdade com termo de identidade e residência

Juíza manteve medida de coação.
Correio da Manhã e Lusa 18 de Setembro de 2020 às 09:08
António Joaquim à chegada ao Tribunal de Loures
António Joaquim à chegada ao Tribunal de Loures
António Joaquim à chegada ao Tribunal de Loures
António Joaquim à chegada ao Tribunal de Loures
António Joaquim à chegada ao Tribunal de Loures
António Joaquim à chegada ao Tribunal de Loures
António Joaquim à chegada ao Tribunal de Loures
António Joaquim à chegada ao Tribunal de Loures
António Joaquim à chegada ao Tribunal de Loures

O amante de Rosa Grilo, António Joaquim, vai permanecer em liberdade com termo de identidade e residência, decidiu esta sexta-feira a juíza no Tribunal de Loures na sequência do julgamento pelo homicídio do triatleta Luís Grilo. A diligência começou às 9h15 no Tribunal e terminou cerca das 11h00.

À chegada ao tribunal, António Joaquim manteve-se em silêncio. 

Recorde-se que António Joaquim foi condenado pelo Tribunal da Relação a 25 anos de prisão pelos crimes de homicídio qualificado e agravado, em coautoria com a arguida Rosa Grilo, e profanação de cadáver, anulando a decisão de absolvição decretada em primeira instância.

Luís Grilo foi assassinado em julho de 2018, na sua casa nas Cachoeiras, no concelho de Vila Franca de Xira. O crime terá sido cometido para poderem assumir a relação amorosa e beneficiarem dos bens da vítima - 500.000 euros em indemnizações de vários seguros e outros montantes depositados em contas bancárias tituladas por Luís Grilo, além da habitação.

 

António Joaquim Luís Grilo Rosa Grilo Tribunal de Loures crime lei e justiça
Ver comentários