Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Ana Gomes acusa Isabel dos Santos de controlar JN, DN e TSF através de testa de ferro

Declaração da ex-eurodeputada contra empresária angolana foi feita em tribunal.
Correio da Manhã 17 de Dezembro de 2019 às 17:44
Isabel dos Santos
Ana Gomes
Ana Gomes
Isabel dos Santos
Ana Gomes
Ana Gomes
Isabel dos Santos
Ana Gomes
Ana Gomes
A ex-eurodeputada Ana Gomes acusou esta terça-feira em tribunal a empresária angolana Isabel dos Santos de controlar, através de um testa de ferro, o grupo detentor do Jornal de Notícias, Diário de Notícias e TSF.

Sem referir nomes, Ana Gomes acusou igualmente o referido testa de ferro de limpar a imagem de Isabel dos Santos tanto na imprensa como na wikipedia.

As declarações de Ana Gomes sobre a Global Media Group foram feitas durante o julgamento, a decorrer no Juízo Local Cível de Sintra, da queixa apresentada por Isabel dos Santos contra a também antiga diplomata depois de esta ter acusado a filha do ex-presidente angolano de lavagem de dinheiro.

As acusações de Ana Gomes foram feitas na rede social Twitter e mereceram a queixa de Isabel dos Santos cuja argumentação foi divulgada publicamente pela própria ex-eurodeputada no seu site.

Em declarações à Lusa, a empresária Isabel dos Santos afirmou que a realização do julgamento do processo que interpôs contra a ex-eurodeputada Ana Gomes "já por si é uma vitória" e que pretende "limpar" em tribunal o seu nome de "sucessivas calúnias".

A propósito do julgamento que arrancou esta terça-feira, em Sintra, do processo cível que a empresária moveu após ter sido acusada por Ana Gomes de estar a usar Portugal para "lavar" dinheiro, Isabel dos Santos queixou-se que a agora ex-eurodeputada "tem vindo, há vários anos, a fazer uma campanha politicamente motivada, negativa e falsa" contra si.

"Durante muito tempo, na qualidade de eurodeputada, gozou de imunidade pelo que anteriormente não foi possível tomar nenhuma atitude em relação às falsas acusações e mentiras por ela proferidas. Ao deixar de ser eurodeputada, surgiu pela primeira vez a possibilidade de ir à Justiça reclamar pelo meu bom nome", afirmou. Assegurou que "independentemente do resultado" deste processo, "é já uma grande vitória termos acesso à Justiça e o tribunal ter aceitado julgar este caso, reconhecendo que há matéria para julgamento".

Já a Global Media desmentiu "categoricamente" as declarações da ex-eurodeputada socialista, em comunicado ao CM. "Nenhum acionista e nenhum administrador mantém com a Engª Isabel dos Santos qualquer relação passível de configurar as insinuações proferidas pela Drª Ana Gomes", afirma o grupo liderado por Daniel Proença de Carvalho.
Ana Gomes Jornal de Notícias JN Isabel dos Santos Diário de Notícias DN TSF política
Ver comentários