Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Animador cultural abusa da filha e de dois sobrinhos em Setúbal

Homem de 45 anos trabalha com crianças e jovens.
Sérgio A. Vitorino 14 de Dezembro de 2019 às 10:29
Crimes começaram quando as crianças tinham 7, 8 e 9 anos. Menores foram alvo de abusos nos últimos três anos
Crimes começaram quando as crianças tinham 7, 8 e 9 anos. Menores foram alvo de abusos nos últimos três anos FOTO: IStockPhoto
Um animador cultural de 45 anos, responsável por vários programas de atividades com crianças e jovens na cidade de Setúbal, foi detido por abusos sexuais à filha e a dois sobrinhos-netos, um menino e uma menina. As vítimas foram abusadas nos últimos três anos, tendo os crimes começado quando tinham 7, 8 e 9 anos. Presente esta sexta-feira a tribunal, ficou em liberdade, proibido de contactos com as vítimas, incluindo a filha.

Segundo apurou o CM, o alerta foi dado pela mãe da sobrinha-neta, agora com 12 anos. A mulher encontrou no telemóvel da menina fotografias de cariz sexual enviadas pelo suspeito, com crianças em roupa interior. Fez a denúncia ao Instituto de Apoio à Criança, que por sua vez comunicou o caso à PJ de Setúbal. Investigadores desta polícia colocaram-se em campo e avançaram quinta-feira para a detenção do homem.

Terá sido já apurado que o homem, através da superioridade e confiança junto das vítimas, fazia com que elas não denunciassem os abusos sexuais. Começou por elogiar o corpo das duas meninas e do rapaz - a filha é a mais nova, agora com 10 anos, e o menino tem 11 - e passou para os toques, carícias e apalpões, sujeitando as vítimas a diversas práticas de cariz sexual. Também se exibia nu em frente às crianças e os investigadores acreditam que os crimes cometidos iriam aumentar de gravidade.

Os abusos sexuais terão ocorrido em dois locais de Setúbal - a casa da avó do suspeito e um armazém pertença deste -, tendo-se iniciado pela criança mais velha. O homem não tinha registo nas polícias e não há, para já, queixas de que tenha abusado de outros menores, nomeadamente no trabalho como animador cultural.
Ver comentários