Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

António Neto, o bombeiro que morreu no despiste de ambulância em Amarante

Segunda vítima mortal era uma doente de 68 anos.
Correio da Manhã 22 de Junho de 2020 às 16:48
António Neto
Despiste de ambulância mata bombeiro e doente na A4 em Amarante
Despiste de ambulância mata bombeiro e doente na A4 em Amarante
António Neto
Despiste de ambulância mata bombeiro e doente na A4 em Amarante
Despiste de ambulância mata bombeiro e doente na A4 em Amarante
António Neto
Despiste de ambulância mata bombeiro e doente na A4 em Amarante
Despiste de ambulância mata bombeiro e doente na A4 em Amarante
Um despiste de uma ambulância de transporte de doentes não urgentes provocou esta segunda-feira dois mortos - um doente e um bombeiro - na A4, sentido Vila Real-Amarante, em Candemil, Amarante. 

O Correio da Manhã sabe que uma das vítimas era António Neto, um dos quadros mais antigos dos Bombeiros Voluntários de Bragança. O profissional de socorro conduzia a ambulância e acabou por despistar-se naquele local.

Na viatura seguia também uma mulher, de 68 anos, que ia a uma consulta no Hospital no Porto.

Cerca das 16h45, os corpos já tinham sido removidos do local. No entanto, continuavam os trabalhos de remoção da viatura no terreno, que caiu de uma altura de cerca de 20 metros.
António Neto Amarante Candemil A4 Vila Real-Amarante questões sociais bombeiro Portugal ambulância
Ver comentários