Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Assaltante de bancos argentino quer cumprir pena em ‘casa’

Rodolfo ‘El Ruso’ Lohrman cumpre 18 anos e 10 meses de prisão na cadeia de alta segurança de Monsanto, em Lisboa.
Miguel Curado 28 de Setembro de 2020 às 09:03
Rodolfo Lohrman quando foi preso
Rodolfo Lohrman quando foi preso FOTO: Direitos reservados
Rodolfo ‘El Ruso’ Lohrman, o assaltante de bancos argentino que cumpre 18 anos e 10 meses de prisão na cadeia de alta segurança de Monsanto, em Lisboa, por roubos a bancos, já requereu ao tribunal da Relação a transferência para o país natal, com o objetivo de ali cumprir o cúmulo jurídico de penas a que for condenado no âmbito dos processos em que é arguido.

Se a transferência for deferida pelos desembargadores, ‘El Ruso’ irá finalmente ser julgado pelo sequestro do jovem Christian Schaerer, ocorrido na primavera de 2003. O assaltante, acredita o Ministério Público argentino, foi o autor do crime com José Maidana (também preso em Portugal).

O corpo do jovem, que terá sido assassinado, nunca foi recuperado. A pena máxima prevista no código penal argentino é, à semelhança do português, de 25 anos. Assim, apurou o CM junto de fonte judicial, ao cúmulo jurídico a que ‘El Ruso’ for condenado terão de ser descontados os 13 anos de prisão que já cumpriu em Portugal, Espanha e na Bulgária.
Lisboa Rodolfo ‘El Ruso’ Lohrman Monsanto Relação Portugal crime lei e justiça crime
Ver comentários