Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Assaltantes levam joias e pantufas

GNR travou um trio de ladrões suspeito de uma vaga de furtos em Penafiel.
Ana Isabel Fonseca 30 de Agosto de 2020 às 09:33
Militares apreenderam aos suspeitos bens furtados e material que era usado para arrombar portas e janelas
Militares apreenderam aos suspeitos bens furtados e material que era usado para arrombar portas e janelas FOTO: Direitos Reservados
O Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Penafiel travou um trio de ladrões que nas últimas semanas lançou uma vaga de assaltos a estabelecimentos comerciais e também a casas. Os suspeitos, de 19, 31 e 45 anos, foram surpreendidos, na quinta-feira, em flagrante, quando furtavam o interior de uma residência. Foram apanhados na posse de vários bens como joias em ouro e prata, bebidas alcoólicas e até umas pantufas.

A investigação durava há algum tempo e visava travar os constantes furtos em Penafiel. Durante uma ação de vigilância, os militares viram os suspeitos a introduzirem-se numa casa. Quando saíram da residência, os ladrões ainda conseguiram entrar no carro, mas foram cercados pela GNR, que conseguiu barrar todos os acessos.

Tinham em sua posse quatro relógios de pulso e várias joias em ouro e prata, como alfinetes, brincos, anéis, colares e pulseiras. Foram ainda encontradas diversas bebidas alcoólicas, como garrafas de vinho do Porto, whisky e aguardente. O trio tinha ainda furtado canetas e perfumes.

Os militares apreenderam ainda uma máscara, luvas e ferramentas usadas para arrombar portas e janelas. Já nas casas dos suspeitos foram apreendidos 220 maços de tabaco, uma televisão e 711 euros em moedas, entre outros artigos.
Levados a tribunal, acabaram libertados, ficando sujeitos a apresentações semanais às autoridades. Estes ladrões tinham já cadastro por furto e um deles por violência doméstica.
Ver comentários