Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Assaltos 'varrem' quatro cafés em Vila Nova de Famalicão

Dupla de ladrões atuou no espaço de uma hora.
Liliana Rodrigues 14 de Outubro de 2019 às 12:19
Gustavo Azevedo assume sensação de insegurança
Pastelaria Limonete abriu há pouco mais de um mês
Gustavo Azevedo assume sensação de insegurança
Pastelaria Limonete abriu há pouco mais de um mês
Gustavo Azevedo assume sensação de insegurança
Pastelaria Limonete abriu há pouco mais de um mês
Em apenas uma hora, dois homens deixaram um rasto de destruição em estabelecimentos comerciais do concelho de Vila Nova de Famalicão. Assaltaram quatro cafés, dois deles localizados a cerca de 500 metros do posto da GNR de Joane. Os militares ainda perseguiram os ladrões, que acabaram por conseguir escapar de carro. Ao final da tarde deste domingo, os assaltantes continuavam por deter.

"Eram 03h20 quando o alarme foi acionado. Estroncaram a porta lateral do estabelecimento e nem a grade de proteção interior os dissuadiu", começa por explicar Gustavo Azevedo, proprietário da pastelaria Limonete, em Ruivães, e que foi o primeiro alvo dos ladrões. "Roubaram a caixa da máquina registadora, que tinha algum dinheiro, tentaram também aceder à máquina do tabaco, mas não conseguiram e fugiram depois de roubar algumas bebidas", acrescenta o comerciante, que abriu o espaço há pouco mais de um mês.

"Vê-se nas imagens que o assalto foi cirúrgico. Demoraram pouco mais de um minuto e sabiam ao que vinham. Um deles entrou no café enquanto o outro ficou no carro, ao volante, para a fuga ser mais rápida", descreveu Gustavo Azevedo.

"Os danos não são demasiado avultados, tendo em conta o que poderia ter sido, mas o problema é agora esta sensação de insegurança que fica, sabendo que estamos à mercê deste tipo de pessoas, que possivelmente nos vigiou, já que o assalto aconteceu pouco depois de ter saído do estabelecimento e que estivemos a realizar limpezas antes de fecharmos as portas", remata o comerciante que fez queixa na GNR.

PORMENORES
Alvos todos próximos
Os dois ladrões assaltaram quatro cafés em três freguesias do concelho de Famalicão, numa distância que ronda os oito quilómetros: Ruivães, Castelões e na vila de Joane. A GNR está a investigar a onda de assaltos.

Danos totais por apurar
Nos quatro cafés alvo de furto, os ladrões não conseguiram aceder às máquinas de tabaco, que seria o principal objetivo. Ainda assim, roubaram dinheiro e bebidas, além de terem partido as portas, causando prejuízos que ainda se encontram a ser contabilizados.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)