Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Assoreamento da ria de Alvor revolta pescadores

Foram gastos cerca de dois milhões de euros em dragagens, mas os pescadores dizem que ficou tudo na mesma.
José Carlos Eusébio 16 de Fevereiro de 2020 às 10:47
Pescadores queixam-se de não terem sido ouvidos aquando das obras na ria
Dragagens já foram concluídas e custaram cerca de 2 milhões de euros
Pescadores queixam-se de não terem sido ouvidos aquando das obras na ria
Dragagens já foram concluídas e custaram cerca de 2 milhões de euros
Pescadores queixam-se de não terem sido ouvidos aquando das obras na ria
Dragagens já foram concluídas e custaram cerca de 2 milhões de euros
As obras de dragagem da ria de Alvor, recentemente concluídas, custaram cerca de 2 milhões de euros, mas os pescadores dizem que "foi dinheiro deitado à rua". Segundo eles, a ria mantém-se assoreada.

"Está tudo na mesma. Andaram a dragar, mas não onde era necessário", garante Armando Francisco, da Associação de Pescadores de Alvor, adiantando que "os pontões ficaram na mesma em seco, a barra continua assoreada, porque não dragaram onde deviam, e o canal de navegação continua igual, dado que tiraram um pouco de areia mas não foi suficiente".
"Nós dissemos os sítios onde deviam dragar, mas eles não ligaram. Gastaram o dinheiro mas ficou tudo na mesma", frisa o pescador Bráulio Custódio.

A areia dragada da ria foi encaminhada para a zona nascente da praia de Alvor. O objetivo seria aumentar o areal, mas os donos dos apoios de praia dizem que não foi isso que aconteceu.

"Prometeram que a praia iria ficar maior, mas afinal ficou mais pequena", afirma Fernando Salvador, dono de um apoio. A areia foi colocada em montes junto aos restaurantes, criando novas dunas. "Antes, os clientes tinham a segurança de estar nos restaurantes e conseguir ver os filhos a tomar banho e agora não", diz o empresário. E realça que também falta espaço no areal para "pôr os toldos".

O CM sabe que, perante estas queixas, a Câmara de Portimão já marcou uma reunião com a Agência Portuguesa do Ambiente, responsável pela obra.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)