Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Aumenta violência de claques

O Estoril-Sporting de anteontem à noite terminou com confrontos entre claques, obrigando a PSP a acompanhar os adeptos sportinguistas na viagem de comboio até Lisboa. Estes incidentes avolumam as estatísticas da Unidade Metropolitana de Informações Desportivas (UMID) da PSP de Lisboa, que só na presente temporada desportiva (2010/2011) conta já com mais participações de contra-ordenações registadas em recintos desportivos do que em toda a temporada passada.

31 de Janeiro de 2011 às 00:30
Terminou na sexta-feira o 2.º curso de formação de spotters da PSP de Lisboa. Foram certificados 24 agentes para recintos desportivos
Terminou na sexta-feira o 2.º curso de formação de spotters da PSP de Lisboa. Foram certificados 24 agentes para recintos desportivos FOTO: Pedro Catarino

Na corrente época desportiva, que vai em pouco mais de metade, a UMID emitiu já 39 autos de notícia por contra-ordenações em recintos desportivos como arremesso de artefactos explosivos e objectos contundentes, ou ainda actos xenófobos e racistas. "A acção da UMID, neste âmbito, é regulada pela lei 39/2009, o regime jurídico contra a xenofobia, racismo e violência no desporto", disse ao CM o subcomissário Sérgio Soares, chefe da UMID.

Estes números são uma subida em relação aos 34 autos de toda a época 2009/2010. "Trata-se de contra-ordenações registadas nos jogos em casa e fora dos clubes da área de acção do Comando de Lisboa da PSP, em todas as modalidades, com especial incidência para o futebol, e os clubes Benfica, Sporting, e Belenenses", acrescentou o responsável policial.

Este aumento de violência surge depois de em 2009/2010 se ter registado uma descida drástica das contra-ordenações em relação à temporada imediatamente anterior. "Em 2008 /2009 contabilizámos 70 autos", frisou Sérgio Soares.

Sem termo de comparação com 2009/2010 estão os autos criminais passados pela UMID na presente temporada. "Temos 40 processos enviados para o Ministério Público para procedimento judicial por crimes como arremesso de objectos contra viaturas, tráfico de droga em recintos desportivos ou agressões a agentes da autoridade", concluiu.

DISCURSO DIRECTO

"TAMBÉM RECOLHEMOS INFORMAÇÕES IMPORTANTES", Subcom. Sérgio Soares, Chefe da UMID da PSP de Lisboa

Correio da Manhã – Quando foi formada a Unidade Metropolitana de Informações Desportivas (UMID)?

Sérgio Soares – A UMID surgiu em 2006 como Unidade Regional de Informações Desportivas. O nosso trabalho é não só de acompanhamento das claques nos recintos desportivos em dias de jogos, mas também recolhemos informações importantes.

Trabalham só no futebol?

– Maioritariamente, mas não só. Temos intervenções em modalidades como o futsal, o andebol, ou o basquetebol.

– Que balanço faz do 2.º curso de formação de spotters?

– Credenciámos mais 24 agentes. Entre os dez elementos fixos desta unidade e os 80 que integram a bolsa de disponibilidade, temos cerca de metade já credenciados.

– Esta época já houve incidentes graves?

– Ainda não. Mas no Benfica-Sporting da 1.ª volta, se não tivéssemos alterado o percurso da ‘caixa’ com os adeptos do Sporting, tinha havido confrontos.

CLAQUES VIOLÊNCIA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)