Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Autarquia desinfesta coleções de arte sacra em Cabeceiras de Basto

Objetivo é preservar e valorizar o acervo do museu.
Secundino Cunha 13 de Julho de 2018 às 08:56
Núcleo de Arte Sacra do Museu das Terras de Basto teve de encerrar para a manutenção e desinfestação do espólio
Técnico recupera peças
Núcleo de Arte Sacra do Museu das Terras de Basto teve de encerrar para a manutenção e desinfestação do espólio
Técnico recupera peças
Núcleo de Arte Sacra do Museu das Terras de Basto teve de encerrar para a manutenção e desinfestação do espólio
Técnico recupera peças
Foi um trabalho minucioso e que obrigou à utilização das mais modernas e avançadas técnicas de recuperação, desinfestação e manutenção de peças de arte sacra existentes no nosso País.

Ao longo de oito dias, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto realizou uma intervenção de manutenção nas coleções do Núcleo de Arte Sacra do Museu das Terras de Basto. O objetivo fundamental: preservar e valorizar o acervo existente.

Os trabalhos de conservação foram efetuados pelas Oficinas de Santa Bárbara e incidiram nas coleções em suporte lenhoso do Núcleo de Arte Sacra sediado na Igreja do Mosteiro de S. Miguel de Refojos, núcleo esse que esteve encerrado ao público na última semana de julho.

"Os trabalhos incluíram a limpeza a seco das peças, a consolidação das camadas cromáticas que se encontravam em destacamento, perigo de decaimento e perda com resinas reversíveis, assim como a remoção de elementos metálicos não funcionais, quase sempre pregos, tendo-se procedido à sua remoção, dado o seu elevado grau de oxidação", diz a autarquia em comunicado.

Concluídas estas operações, todas as peças foram submetidas a tratamento de desinfestação (utilizando Xilix 3000 P) através da aspersão, pincelagem e injeção e encapsulamento em películas plásticas durante três dias.

Após esta operação, o Museu das Terras de Basto foi reaberto, sendo possível aos visitantes observarem todas as peças que foram sujeitas a desinfestação e outros trabalhos de manutenção. O museu, como o seu núcleo de arte sacra, funciona no Mosteiro de Refojos.
Ver comentários