Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Autoridades espanholas procuram crocodilo "muito agressivo" no rio Douro

Biólogo analisou as pegadas do réptil e revelou que podem corresponder a um crocodilo do Nilo, uma espécie considerada perigosa.
Correio da Manhã 7 de Junho de 2020 às 17:17
A carregar o vídeo ...
Autoridades espanholas procuram crocodilo "muito agressivo" no rio Douro
O Serviço de Proteção da Natureza da Guarda Civil espanhola (Seprona) lançou este domingo uma operação de busca de um crocodilo, com cerca de 250 quilos, que foi avistado no troço do rio Douro entre Simancas e Tordesilhas.

De acordo com os especialistas, trata-se de um crocodilo do Nilo, uma espécie considerada "muito agressiva", tendo sido detetado por três pessoas distintas entre sexta-feira e sábado na zona de Pesquerela, perto de Valladolid.

As buscas das autoridades e dos biólogos arrancaram hoje e contam com 10 pessoas e o apoio de drones, que permitiram já descobrir dois ninhos nesta zona da foz de Pisuerga, no Douro, popular entre pescadores, canoístas e banhistas.

Os ninhos foram já analisados por elementos do Seprona, bem como restos de peixes com mordeduras identificadas que apontaram para um crocodilo do Nilo.

Dois jovens com cerca de 13 anos foram os primeiros a avistar o animal e informaram na sexta-feira a polícia de Simancas, segundo o jornal El País. Um agente deslocou-se no dia seguinte à zona indicada e confirmou o relato dos jovens, pedindo a alguns pescadores para abandonarem a zona, sem, porém, explicar a razão do pedido para evitar gerar pânico.

A área foi entretanto isolada pelas autoridades espanholas, que montaram também algumas armadilhas nos ninhos e na água para tentar capturar o réptil, e será percorrida "com prudência", estando a ser considerada a possível intervenção do grupo de atividades subaquáticas da Guarda Civil e dos bombeiros.







Douro Pisuerga Porto Valladolid Espanha Serviço de Proteção da Natureza ambiente animais crocodilo
Ver comentários